Arquivo da Tag | "Ponta Grossa Phantoms"

Tags: , , ,

Semana 12 TTD 2011 Resultados

Postado dia 19 de setembro de 2011 por Pedro Martinez

Ponta Grossa Phantoms X Santos Tsunami

Dá pra resumir a partida com uma palavra: jogão. O Ponta Grossa Phantoms (2-2) venceu o Santos Tsunami (1-2) na tarde do último domingo (18/09) pelo placar de 34 a 32. O jogo aconteceu no campo do Olinda Esporte Clube, no interior do Paraná. O mandante buscava uma vitória para se firmar na competição. Já o time paulista tentava se reerguer no campeonato após uma derrota contra o Corupá Buffalos. A partida foi marcada por boas corridas e passes longos, além de uma pequena confusão no final.

O jogo começou quente e logo no início o Santos abriu o placar. Após o Phantoms recuperar um fumble bem próximo à end zone, o quarterback #28 Ribas tentou um passe lateral e foi interceptado pelo linebacker #58 Rodrigo Carrera, que correu as 15 jardas que restavam para alcançar a end zone com facilidade, marcado o touchdown. Com a conversão do ponto extra pelo kicker #7 Wallace, o placar ficou 7×0 a favor dos visitantes.

O Ponta Grossa Phantoms demorou a mostrar reação, mas ela veio após uma interceptação cometida pelo cornerback #34 Cesar na linha de 33 jardas do campo de defesa do mandante, já no segundo quarto. O Phantoms apostou nos running backs #19 Amazonas, #22 dos Santos e #23 Alexandre e, com oito corridas (inclusive duas corridas do QB #28 Ribas, uma de 16 e uma de sete jardas), o Phantoms conseguiu a 1&goal (primeira para touchdown) na linha de 10 jardas. Com mais uma corrida, o RB #22 dos Santos avançou 10 jardas e marcou o touchdown. Na tentativa de conversão de dois pontos, a bola parou muito próxima a end zone (o head coach do Phantoms, Alan Meister, chegou a alegar que a bola tinha entrado), mas nada feito. Ponta Grossa Phantoms 6×7 Santos Tsunami.

Não deu nem tempo de comemorar e o Tsunami já respondeu à altura: no retorno do kickoff, a bola parou na linha de 24 jardas de ataque dos visitantes. Na sequência, um passe de 13 jardas para o wide receiver #10 Usain deixou a equipe a 11 jardas da end zone. No entanto a defesa do Phantoms conseguiu segurar duas das três tentativas de passe do adversário, que optou pelo field goal na quarta descida. O kicker #7 Wallace acertou a baliza a uma distância de 33 jardas e ampliou a vantagem. Ponta Grossa Phantoms 6×10 Santos Tsunami.

O Phantoms virou a partida na metade do 2º quarto, em um drive que já parecia perdido. Na linha de 38 jardas de ataque do Phantoms, um snap sai muito alto e a bola cai 24 jardas para trás. Mas uma corrida de 15 jardas do RB #19 Amazonas deu ao Phantoms uma 3&20. A sequência, o QB #28 Ribas conectou um passe de 40 jardas para o wide receiver #20 Coléte, que sofreu o tackle na linha de sete jardas de ataque. Na 1&goal, o RB #19 Amazonas resolveu: corrida de sete jardas e touchdown para o Ponta Grossa Phantoms, que não teve sucesso na conversão de dois pontos. Vira-vira no placar em Ponta Grossa: Phantoms 12×10 Tsunami.

Já no 3º quarto, o Santos conquistou uma 1&10 na linha de 32 jardas de defesa, após forçar o fumble em cima do running back #10 Rocha, do Phantoms. Na primeira tentativa, um passe de 10 jardas conectado para o running back #31 Fábio, que preferiu a rota pelo meio sem a bola e conseguiu uma boa recepção. Na sequência o Tsunami tentou alcançar o first down com duas corridas e um passe, mas não teve sucesso. O punt saiu na linha de 45 jardas de defesa do Santos. Na primeira tentativa do Phantoms, a linha ponta-grossense abriu uma excelente trincheira, permitindo que o RB #10 Rocha avançasse 55 jardas e parasse só dentro da end zone. Na conversão de dois pontos, o quarterback reserva #7 Alexey conectou um passe na lateral direita para o WR #88 Camacho, que deixou o placar em Ponta Grossa 20×10 Santos.

O Santos respondeu com outro bom retorno no kickoff, que só parou na linha de 25 jardas de ataque. No entanto a defesa do Ponta Grossa Phantoms estava ligada e não permitiu o first down. O Santos, então, converteu um field goal de 34 jardas com o kicker #7 Wallace. Ponta Grossa 20×13 Santos.

Depois do field goal, o Phantoms prevaleceu em campo. Após um punt da equipe visitante cair na linha de 39 jardas de ataque, o QB #7 Alexey conectou um passe de 22 jardas para o wide receiver #83 Harley, que deixou o time a 17 jardas do touchdown. Harley resolveu, então, com um reverse: correu 17 jardas e entrou com tranquilidade na end zone adversária. Sem sucesso na conversão, o Phantoms ampliou o placar para 26×13 ao seu favor.

O Phantoms continuava apostando nos running backs. Após #10 Rocha, jogando de safety, conseguir uma interceptação na linha de 16 jardas de defesa, em cinco corridas o Phantoms já estava a nove jardas da end zone, em uma 2&5. Então o time da casa encaixou mais um reverse, dessa vez com uma corrida wide receiver #20 Colleti que avançou nove jardas e alcançou o touchdown. A conversão de dois pontos veio com uma corrida do estreante #31 Feijão. O placar, então foi para 34×13 a favor do Ponta Grossa Phantoms.

Não existe jogo perdido:

Com a vantagem de 21 pontos, jogo parecia estar resolvido a favor do Phantoms. Mas só parecia. Logo na primeira tentativa de descida após o último touchdown do Phantoms, o QB #8 Junior conectou um belo passe de 41 jardas para o WR #10 Usain, deixando o time a 22 jardas da end zone. Após dois passes incompletos, a equipe da casa cometeu uma personal foul: aqui, 11 jardas separavam o Santos do touchdown. Com mais um passe para o WR #10 Usain, o Santos conseguiu chegar até a end zone e anotar o TD. A conversão de dois pontos não foi boa, mas a vantagem do time da casa diminuiu: Ponta Grossa Phantoms 34×19 Santos Tsunami.

A ‘luz-no-fim-do-túnel’ apareceu para o Santos faltando menos de quatro minutos para o fim do último quarto, após o QB #7 Alexey tentar uma corrida e sofrer o fumble, recuperado pelo time paulista na linha de 43 jardas de defesa. Se, de um lado, as corridas funcionaram para o Phantoms, o Tsunami conseguiu se sair bem com os passes, do outro lado. Com cinco tentativas de passe (quatro delas com sucesso), o Santos chegou até a linha de 28 jardas de ataque. Com mais um passe, agora com o running back #31 Fábio atuando como WR, o Santos avançou as jardas restantes e conseguiu o touchdown, o que deixou a vantagem do time da casa em apenas uma posse de bola, após o ponto extra ser convertido pelo K #7 Wallace. Ponta Grossa Phantoms 34×26 Santos Tsunami.

Na sequência veio o onside kick, que foi bem recuperado pelo Santos Tsunami: pegou a bola do chão e encaixou uma corrida que só parou na linha de 22 jardas de ataque. Após a jogada, uma personal foul contra o Phantoms, que levou a bola para metade da distância para o goal. Com a defesa do Phantoms ainda meio ‘atordoada’ com a recuperação do adversário do placar, o QB #8 Junior, do Santos, conectou um passe de 11 jardas para o WR #10 Usain, que anotou o touchdown. Se no começo do jogo a reclamação foi do Phantoms pela conversão ter quase entrado, agora foi a vez do Tsunami: a bola ficou a poucas polegadas da end zone, mas também não entrou. Ponta Grossa Phantoms 34×32 Santos Tsunami.

O final eletrizante ainda estava por vir: após o Phantoms recuperar o onside kick, bastava um first down para acabar o jogo, já que a partida estava no two minute warning. No entanto ele não veio, mais uma vez por poucas polegadas. Com a bola na linha de 37 jardas de defesa e com 18 segundos do fim, o Santos conseguiu um passe de 57 jardas com o WR #31 Fábio, o Santos ficou a nove jardas do touchdown com 4 segundos no relógio e somente dois pontos atrás no placar. Optaram, então, pelo field goal, de 27 jardas. O chute foi bloqueado pelo defensor #35 Roni, do Phantoms, e na sequência a defesa do time da casa recuperou a bola. Em seguida, uma confusão no gramado: jogadores do Santos Tsunami alegaram um off side do Phantoms, no mesmo momento que jogadores do Phantoms alegaram uma formação ilegal da linha do Tsunami.

Na comemoração da recuperação de bola, alguns jogadores do Santos tiraram o capacete dentro de campo, o que caracteriza uso ilegal de equipamentos. Após a confusão, o juiz deu o parecer final: “Off side Ponta Grossa Phantoms, seguido de formação ilegal da linha: anulam-se as faltas. Após a jogada, uso ilegal de equipamentos pelo Ponta Grossa Phantoms, penalizado na próxima tentativa de descida”. Com isso, bastou ao Phantoms se ajoelhar e decretar o fim de jogo: Ponta Grossa Phantoms 34×32 Santos Tsunami, o melhor jogo do Torneio Touchdown 2011.

O Ponta Grossa Phantoms joga a sua vida no campeonato contra o Palmeiras Locomotives no dia 23 de outubro, em Cerquilho-SP. Já o Santos Tsunami volta a campo contra o Jaraguá Breakers, no dia 16 de outubro, em Jaraguá do Sul-SC, precisando ganhar se quiser avançar para o wild card.

Destaques:

Pelo lado do Santos Tsunami a dupla QB/WR fez a diferença: o quarterback #8 Junior conseguiu acertar 60% dos passes (21/35), lançando para 256 jardas e conectando 3 passes para touchdown. O wide receiver #10 Usain que também fez bela partida, marcando duas vezes, foi o mais procurado pelo QB.  No time da casa, a dupla de running backs foi essencial: Rocha #10 correu 91 jardas e anotou um touchdown, enquanto #19 Amazonas correu 57 jardas e também marcou 1TD.

Por Rodrigo de Souza – @guinhosouza

Foto: Lucas Matos @LMionzinho.

Comentários (0)

Tags: , , , , ,

Semana 8 TTD 2011 Resultados

Postado dia 22 de agosto de 2011 por Pedro Martinez

Ponta Grossa Phantoms X Timbó Rhinos

O Ponta Grossa Phantoms conquistou a primeira vitória no Torneio Touchdown 2011. A equipe recebeu o Timbó Rhinos no campo do Olinda Esporte Clube na tarde do último domingo (21/08) e venceu por 21 a 16. O jogo foi marcado por grandes viradas no placar, além de corridas longas vindas dos dois times. Estavam presentes no local, prestigiando o torneio, alguns jogadores do Curitiba Brown Spiders, Coritiba Crocodiles e do participante do TTD 2011, Curitiba Predadores.

O jogo já começou quente: após o kickoff do Ponta Grossa Phantoms, #10 Medeiros fez um bom retorno, fazendo o time visitante começar as jogadas na linha de 42 jardas do campo de defesa. O Phantoms respondeu rapidamente: depois de uma corrida de seis jardas e um passe lateral de uma jarda do Rhinos, o linebacker do Phantoms, #34 Franco, bloqueou uma corrida do running back #34 Breno, fazendo-o recuar quatro jardas e optar pelo punt na descida seguinte.

Faltando 30 segundos para o final do primeiro quarto, o Timbó Rhinos cresceu em campo e abriu o placar. O Ponta Grossa Phantoms não atingiu o first down e optou pelo punt. Na 1&10 (primeira tentativa para 10 jardas) do Timbó Rhinos, uma corrida sem avanço. Mas a segunda tentativa fez “valer o ingresso” dos espectadores presentes no estádio: passe de exatas 63 jardas do quarterback #7 Bassani para o wide receiver #87 Diego e touchdown para o Timbó Rhinos. O ponto extra foi bloqueado pelo time do Phantoms. Ponta Grossa Phantoms 00×06 Timbó Rhinos, aos 11min36seg do primeiro quarto.

Não deu nem tempo de respirar e o Rhinos já ampliou. Ao recolocar a bola em jogo – que caiu dentro da end zone, causando o touchback – o quarterback #28 Ribas foi interceptado logo na 1&10 pelo cornerback #3 Bernardini do Timbó Rhinos, que só parou dentro da end zone, 12 segundos após marcar o time catarinense primeiro touchdown. Desta vez o kicker #59 Digão acertou o pé e marcou o ponto extra, ampliando o placar: Ponta Grossa Phantoms 00×13 Timbó Rhinos.

O segundo quarto foi marcado pela bela atuação das duas defesas: a do Rhinos não permitiu nenhum first down e a do Phantoms conseguiu bloquear um field goal e ceder apenas dois first downs, sendo um de falta (face mask). No final do segundo quarto, o safety #10 Rocha interceptou o quarterback do time visitante e parou na linha de 41 jardas de defesa. No entanto o time não conseguiu pontuar na jogada, já que o final do segundo quarto estava muito próximo.

Na volta do intervalo o Ponta Grossa Phantoms veio inspirado. O Kickoff do Timbó Rhinos foi para fora, e o time da casa iniciou seu drive já na linha de 40 jardas de defesa. Após uma corrida de duas jardas do running back #22 dos Santos, a ‘luz-no-fim-do-túnel” apareceu para a equipe de Ponta Grossa: o running back #19 Amazonas correu 46 jardas, deixando a bola na linha de 12 jardas de ataque. Após a bela jogada, o quarterback #7 Alexey – que entrou no lugar de #28 Ribas no intervalo – correu cinco jardas e o running back #23 Alexandre correu mais uma jarda. Na terceira tentativa, o passe foi incompleto. A garra do time apareceu na quarta tentativa: optaram por não tentar o field goal, e foram para a descida. Deu certo: Alexey conectou um passe para dentro da end zone para o receiver #20 Coléti, que não soltou a bola e diminuiu a vantagem do time visitante. O ponto extra foi bloqueado, e o placar ficou em Ponta Grossa Phantoms 06×13 Timbó Rhinos.

A primeira virada do jogo aconteceu no final do 3º quarto. Após um fumble do Ponta Grossa Phantoms, o time visitante recuperou a bola e partiu para a série de descidas, na linha de 46 jardas de defesa. Após um passe incompleto e um recuo de três jardas, o QB #7 Bassani foi interceptado pelo cornerback #25 Shoulder, do Phantoms, que correu 46 jardas e só parou dentro da end zone, marcando o touchdown. Na sequência, a ousadia do Phantoms prevaleceu e, ao invés de tentar o chute e empatar a partida, foi para a conversão de dois pontos. Deu certo: O receiver #88 Camacho recebeu um passe na direita e virou o placar: Ponta Grossa Phantoms 14×13 Timbó Rhinos.

Já no último quarto, outra virada no jogo. O Timbó Rhinos começou um drive na linha de 36 jardas de ataque, após um punt do time local. Parecia que não ia dar em nada: na 1&10, um passe incompleto. Na 2&10, um recuo de duas jardas na corrida. Na 3&12, delay of game e recuo de cinco jardas. Tudo começou a se resolver na próxima descida: passe de 11 jardas para #34 Breno e uma boa distância para um field goal. Na primeira tentativa do chute a bola foi para fora, mas o kicker foi tocado. Na segunda, field goal convertido pelo kicker #59 Digão e virada no placar: Ponta Grossa 14×16 Timbó Rhinos.

Os números finais da partida vieram logo em seguida, faltando pouco mais de três minutos para o fim do jogo. E em grande estilo. Após o touchback, bola para o Phantoms na linha de 20 jardas de defesa. Então a dupla de running backs da equipe apareceu para virar o jogo: duas corridas de #19 Amazonas (umas de três e uma de 30 jardas) deixaram o time na linha de 47 jardas do campo de ataque. Com mais uma corrida (#10 Rocha), o Phantoms avançou seis jardas. A vitória veio na sequência: em uma corrida de 41 jardas, #10 Rocha só parou dentro da end zone e marcou o touchdown. Na sequência, o kicker #87 Caco anotou o ponto extra e fechou o placar. Placar final no Paraná: Ponta Grossa Phantoms 21×16 Timbó Rhinos.

Após o jogo, #10 Rocha, do Ponta Grossa Phantoms, destacou a força de vontade da equipe paranaense. “O time teve vontade de jogar. Jogamos tudo o que não jogamos nas outras partidas. Não tínhamos nada a perder, mas entramos focados: a defesa fez bonito, o ataque se animou e no final deu tudo certo”, disse o jogador. Rocha ainda destacou a bela partida do running back #19 Amazonas. O número #19 correu 79 jardas e foi o destaque do jogo. Pelo outro lado, o retornador #10 Medeiros atuou bem, sempre dando vantagem ao time catarinense logo nas primeiras descidas.

O Ponta Grossa Phantoms volta a campo no dia 18 de setembro, contra o Santos Tsunami, em Ponta Grossa. O Timbó Rhinos tem bastante tempo para treinar em busca da primeira vitória: joga só no dia oito de outubro, contra o Curitiba Predadores, na capital paranaense.

Por Rodrigo de Souza – @guinhosouza

Botafogo Mamutes X ABC Corsários

O jogo disputado neste sábado dia 20 de agosto, contou com um bom público no ABC paulista. Apesar do feriado da cidade de São Bernardo do Campo que completava 458 anos, o tempo frio e a chuva não deram trégua ao bom jogo que Botafogo Mamutes e ABC Corsários proporcionaram aos quase 200 espectadores que compareceram pra prestigiar o jogo válido pelo Torneio Touchdown.

O Botafogo Mamutes deu o kickoff e o ABC Corsários ao fazer a recepção obteve um bom avanço até a linha de 35 jardas. Logo na primeira tentativa de avanço um bom lançamento do Quarterback foi interceptado pela defesa do Botafogo Mamutes, revertendo à vantagem do Ataque.

O Botafogo Mamutes, a partir daí explorou as corridas e confundiu a defesa do ABC Corsários que ainda abalada pela perda da posse de bola deixou que o Botafogo Mamutes avançasse até a Red Zone e numa ótima corrida pela esquerda os Mamutes fizeram o seu Touchdown ainda no primeiro quarto acompanhado da conversão do ponto extra, abrindo o placar em 7 a zero com o Running Back #28 Aluan.

Contando com o bom desempenho com o time de especialistas que repôs a bola oval sempre muito junto a End Zone, e impedindo que os retornadores do ABC Corsários avançassem, a defesa do Botafogo Mamutes mostrou que tem potencial para se tornar uma das melhores do torneio. Obrigou que o Quarterback do ABC Corsários tentasse alternativas para sair do aperto e numa dessas alternativas o Quarterback tentou fazer um Scramble e acabou sacado pela defesa. Porém, o Sack foi dentro da End Zone o que ocasionou um Safety elevando a vantagem do Botafogo Mamutes a 9 a zero.

A devolução da bola feita pelo ABC Corsários após o Safety foi muito boa, e a equipe de especialista do ABC Corsários também foi bem, pois evitou um retorno que poderia acabar em Touchdown matando o retorno na linha de 30 jardas.

O ataque do Botafogo Mamutes entrou em campo na tentativa de ampliar o placar e tentar matar o jogo ainda no primeiro tempo. Fazendo boas jogadas e tentando controlar o relógio, o ataque que teve lances com boas corridas e um Reverse sensacional que resultou num bom avanço. Porém, a defesa do ABC Corsários se impôs e obrigou a devolução da bola fazendo com que as tentativas de ataque aéreo fosse rechaçado e nas corridas acabasse perdendo jardas.

Novamente o time de especialistas do Botafogo Mamutes, colocou a bola muito próximo da End Zone. Novamente o Quarterback do ABC Corsários teve que tentar alternativas para sair do aperto e numa tentativa de Play Action, o Quarterback saiu do pocket da sua OL e numa blitz muito boa da defesa do Botafogo Mamutes, o Quarterback do ABC Corsários foi sacado pelo Cornerback do Botafogo Mamutes e novamente como o Sack foi dentro da End Zone e o placar saltou para 11 a zero para o Botafogo Mamutes ainda no primeiro tempo de jogo.

Os times foram para o intervalo e a chuva em São Bernardo apertou, deixando o campo numa condição muito ruim.

Na volta, os times se esforçaram e as defesas tanto do Botafogo Mamutes quanto a do ABC Corsários se destacaram. Os first downs passaram a ser raros. Valeu neste momento a experiência do Botafogo Mamutes, que ao perceber que não marcaria resolveu tentar pontuar pelo Field Goal. A confiança em seu Kicker que já havia perdido uma oportunidade de pontuar no primeiro tempo valeu os três pontos convertidos no terceiro quarto. Após conseguir chegar ao campo de ataque do ABC Corsários, o Kicker #50 Costão converteu o Field Goal e aumentou vantagem do Botafogo Mamutes.

Com 14 a zero no placar o Botafogo Mamutes tentou controlar o relógio, mas a defesa do ABC Corsários com atuação destacada foi primordial para que o placar não se alterasse. O Botafogo Mamutes, por sua vez continuava com sua boa atuação na defesa e impedia que o ABC Corsário marcasse.

O aumento da chuva deixava o campo numa situação impraticável e logo no primeiro minuto do 4º quarto a providencial atitude da arbitragem que na tentativa de preservar os atletas que já não contavam com um campo e sim com uma poça de lama resolveram, juntamente com a concordância dos técnicos dos dois times,  encerrar o jogo para que não ocasionasse nenhuma lesão e preservaram a integridade física dos atletas.

Assim, com o jogo encerrado com o placar de 14 a zero, teve fim o belo embate entre Botafogo Mamutes e ABC Corsários que mostraram força, comprometimento, paixão e principalmente respeito, respeito pelo público presente, respeito pelo atleta da equipe adversária e principalmente respeito pelo Futebol Americano, paixão de todos nós e que é o esporte que mais cresce no país. Parabéns as duas equipes.

por Jairo Pereira Junior

Comentários (0)

Tags: , , , , ,

Semana 5 TTD 2011 Resultados

Postado dia 01 de agosto de 2011 por Pedro Martinez

Curitiba Hurricanes X Vasco da Gama Patriotas

O esperado primeiro confronto entre Curitiba Hurricanes e o Vasco da Gama Patriotas pelo Torneio Touchdown 2011 foi um jogo equilibrado, mas com poucos lances emocionantes. Em uma tarde chuvosa na capital paranaense, as constantes faltas de ambos os times foram a “jogada” mais constante.

Enquanto a “Muralha Azul” do Hurricanes deu um belo espetáculo, consolidando-se como uma das principais defesas do futebol americano brasileiro, a dupla vascaína formada pelo FB  #36 Miguel e o RB #21 Leduc mostrou o valor da sinergia a favor do time carioca.

No 2º quarto, o Vasco atacou muito próximo à end zone, obrigando o Hurricanes a ficar com as costas nas 5 jardas do seu campo de defesa. O resultado da jogada foi o único TD da partida, feito por Leduc (21), do time visitante. O Vasco da Gama Patriotas não converteu o extra point, selando o placar em 6 a 0. O Curitiba Hurricanes teve uma grande oportunidade de fazer o seu TD no final do 3º quarto, mas a desperdiçou com uma seqüência de passes incompletos e bloqueios do time adversário.

Quem esteve no campo do Centro Politécnico da UFPR para assistir à partida pode acompanhar algumas disputas de tackles espetaculares entre times de defesa e ataque e um jogo que se concentrou no meio do campo, demonstrando que as duas equipes estão em patamares semelhantes.

Fonte: touchdown.net

Corupá Buffalos X Ponta Grossa Phantoms

O Corupá Buffalos recebeu, na tarde do último domingo (31/07), o Ponta Grossa Phantoms e venceu por 35 a 0, em jogo válido pela week 7 do TTD. A partida foi a primeira da equipe catarinense após conquistar o vice-campeonato estadual de 2011. A constante chuva no local deixou o gramado pesado, o que impossibilitou algumas jogadas um pouco mais rápidas, além afastar o público da partida – os poucos espectadores que foram ao local ficaram distantes do campo, sobre áreas cobertas e até mesmo dentro dos carros, para se abrigar da chuva. O jogo começou pontualmente às 14h, mostrando o grande poder de organização dos donos da casa. O kickoff foi dado pelo Corupá Buffalos.

Logo no primeiro drive do jogo, após duas tentativas de corrida e um passe incompleto, o Ponta Grossa Phantoms não alcançou o first down e optou pelo punt. O chute foi bloqueado, no entanto, e recuperado pelos Buffalos na linha de 21 jardas de seu campo de ataque. Após duas corridas (uma de seis e uma de 12 jardas) o time local já se encontrava em uma 1&goal na linha de 3 jardas de ataque. Com uma corrida aberta pela sideline esquerda com o running back #88 Banjo, o Corupá Buffalos chegou à end zone e abriu o placar em Santa Catarina. No ponto extra, o quarterback #17 Helton correu para a conversão de dois pontos, com sucesso. Placar em Corupá: Buffalos 8×0 Phantoms.

O time paranaense sentiu a pressão ao tomar um touchdown logo no pimeiro drive da partida, tanto que não conseguiu atingir o first down na sequência. Após a devolução, o ataque do Corupá Buffalos realizou o snap na linha de 34 jardas do seu campo de ataque e, após quatro corridas e um passe curto, já se encontrava a 18 jardas da end zone, em uma 3&8 (terceira descida para 8 jardas). Então o quarterback decidiu arriscar e mandou um passe longo, que foi conectado com o wide receiver #85 Magrão, marcando o TD e ampliando a vantagem dos mandantes. A conversão de dois pontos não foi boa e o placar ficou em Buffalos 14×0 Phantoms, ainda no 1º quarto.

O Ponta Grossa Phantoms acordou na partida somente após tomar dois touchdowns; Conseguia algumas corridas com os running backs #88 Camacho, #23 dos Santos e #19 Amazonas, além de conectar alguns passes (mesmo com chuva) com #85 Coléti. Do outro lado, uma dupla de running backs faziam a diferença: #88 Banjo e, principalmente, #27 Maiewski.

Quase no final do 2º quarto, após o punt do Phantoms sair pela linha de 30 jardas do seu campo defensivo, o time de Corupá ainda possuía 34 segundos para armar alguma coisa. E deu certo: com um passe curto (três jardas) e outro longo (27 jardas) para o wide receiver #86 Júlio, o Corupá Buffalos foi para o intervalo com a vantagem de 20 pontos no placar, já que a tentativa de conversão de dois pontos não deu certo outra vez. Buffalos 20×0 Phantoms.

Sem outra atração no intervalo que a chuva, os dois times voltaram mais focados para o terceiro quarto. O ataque do Corupá mostrou eficiência após a defesa da equipe recuperar um fumble na linha de 21 jardas de ataque. Apesar de cometer dois holdings seguidos e realizar o snap na linha de 31 jardas de defesa, a manada conseguiu se recuperar (duas corridas e um passe) e, na 4&10, anotou um field goal de 38 jardas com o kicker #86 Júlio, ampliando o placar para Buffalos 23×0 Phantoms.

No drive seguinte, o running back #10 Rocha se desequilibrou e sofreu um fumble na linha de 22 jardas de defesa, recuperado pelo time de Corupá. Na sequência, três corridas – sete, duas e oito jardas, respectivamente – deixaram a equipe local em uma 1&goal na linha de quatro jardas. Após um passe incompleto, o touchdown veio com a corrida do quarterback #17 Helton até a end zone. A conversão de dois pontos mais uma vez não foi realizada com sucesso e o placar ficou em Buffalos 29×0 Phantoms.

No entanto Rocha se redimiu do fumble sofrido: ainda no terceiro quarto, após um punt do Phantoms, a bola sobrou nas mãos de Júlio #86, do time local, que correu poucas jardas até o running back do Phantoms forçar o fumble, recuperado pelo seu colega de equipe, #19 Amazonas, na linha de duas jardas do campo de defesa do Ponta Grossa Phantoms.

O time local fechou o placar no final da partida. Com a bola na linha de 23 jardas do seu campo de ataque, o Corupá tentou uma série de corridas: conseguiu um avanço de seis jardas, um recuo de duas jardas e outro avanço, de 11 jardas. Depois, em uma 1&goal à oito jardas da end zone, o running back #88 Banjo anotou mais um TD, mas exagerou na comemoração e acabou expulso do jogo. O ponto extra também não foi convertido, e a partida terminou em Buffalos 35×0 Phantoms.

O destaque da partida foi o running back #27 Maiewski, do Corupá Buffalos, que correu 77 jardas durante o jogo (quase um campo inteiro). O Corupá Buffalos volta a campo pelo TTD no dia 13 de agosto, onde visita o Santos Tsunami. Já o Ponta Grossa Phantoms joga somente no dia 21 de agosto, quando recebe o Timbó Rhinos, pela week 8 do torneio.

Fonte: Rodrigo de Souza – @guinhosouza

Comentários (0)

Tags: , , , , ,

Semana 3 TTD 2011 Resultados

Postado dia 18 de julho de 2011 por Pedro Martinez

Os bichos correram livremente atrás da carne nesse último fim de semana do tradicional Torneio Touchdown, 16 e 17 de Julho, sábado e domingo.

O experiente Jaraguá Breakers e o Corinthians Steamrollers venceram com folga.

Breakers X Predadores

O público de uma linda tarde de sol catarinense pode acompanhar o seu time enfrentar o caçulinha de torneios nacionais, vindos de Curitiba, numa longa viagem.

A vasta experiência Breakers já foi apresentada aos Predadores quando o LB camisa #51 Igor fez rapidinho um TD. O extra point não deu certo.

Logo depois em outro drive o Breakers aumentou o placar quando o camisa #13 Hoffman acertou um FG de 24 jardas. 9 a 0 Breakers.

Algumas jardas a seguir, em outra boa descida, da linha de 10 jardas o o QB camisa #92 Bixiga fez um perfeito passe para o TD do WR camisa #84 Pinga. O extra point também não deu certo. 15 a 0 Breakers.

Predadores não conseguiam reagir, tanto que numa tentativa de descida o seu QB camisa #12 Gonçalves teve passe interceptado pelo Tiago Dalcanale camisa #18 do Breakers que atravessou o campo para seu TD e em seguida, Hoffman dessa vez como K botou o pé na forma e acertou o XP.

Fim do primeiro tempo: Jaraguá Breakers 22 x 00 Curitiba Predadores.

Sedento por reação, na segunda etapa o Predadores com o camisa #80 Bertola interceptou um passe do Breakers e correu para a endzone: TD e XP “no good”.

Em seguida, querendo mais, o Predadores após um lindo fake o HB camisa #24 Bauer viu um lado esquerdo vazio do Breakers e correu pra lá direto pro TD e nada de XP.

Mas a reação durou pouco, e mesmo cansados, o Breakers ainda conquistaria um safety e fariam dois TD’s com o QB Bixiga e o HB camisa #21 Andrey.

Estatísticas do jogo retiradas do Touchdown.net por Gui Hening:

Destaques Jaraguá Breakers:

Jean Cunha #53 LB, 4 sacks;
Andrey #21 HB, corridas rápidas e nenhum recuo nas corridas;
E Clair #22, retornador. Retornos inteligentes e sempre com muitas jardas.

Destaques Curitiba Predadores:

A dupla Gonçalves #12, QB e Gonçalves #10 WR, deu muito cert. E ainda o outro WR, Dos Santos #17 que completou muitos passes difíceis;
E também os corredores  #24 Bauer, com corridas ágeis demais e bons avanços, e #47 Patrick que conseguiu muitos first downs para o seu time.

Steamrollers X Phantoms

Ainda sem um release oficial, através do twitter do Corinthians Steamrollers, sabe-se que o jogo realizado na cidade de Ponta Grossa no Paraná, o Timão venceu por 34 a 0.

 

Comentários (0)

Tags: , , , , ,

Semana 3 TTD 2011

Postado dia 16 de julho de 2011 por Pedro Martinez

Esse fim de semana, sábado e domingo, 16 e 17 de Junho, rola a 3 rodada do tradicionalíssimo Torneio Touchdown.

Um duelo sulista e o Timão entram em campo.

16/07/2011    Curitiba Predadores X Jaraguá Breakers
17/07/2011    Corinthians Steamrollers X Ponta Grossa Phantoms

Curitiba Predadores

È um time caçulinha, formado em Dezembro 2010, quando participou do seu primeiro Campeonato Paranaense de Futebol Americano.

Jaraguá Breakers

Fundado em 2003 o Jaraguá Breakes surgiu quando alguns amigos da Escola Duarte Magalhães decidiram, num belo dia, brincar de futebol americano mesmo tendo pouco conhecimento a respeito do esporte da terra do Tio Sam.

Corinthians Steamrollers

A equipe surgiu de um dia qualquer onde dois de seus primeiros jogadores se interessaram por um jogo de video-game do esporte, o qual nem sabiam como funcionava na época. Depois de algumas semanas jogando assiduamente o game se apaixonaram e enfim, quando um desses jogadores ganhou sua 1º bola oval a idéia do time apareceu.

Ponta Grossa Phantoms

Nascido da união entre o Ponta Grossa Tigers e o Ponta Grossa Black Knights agora se tornou um time só que só tende a crescer.

Comentários (0)

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

O TTD 2011 começou!

Postado dia 06 de julho de 2011 por Pedro Martinez

É isso aí. No último dia 2 de Julho, sabadão, começou a nova temporada do torneio de futebol americano mais tradicional do Brasil: o Torneio Touchdown.

Participam do campeonato ABC Corsários, Corinthians Steamrollers, Corupá Buffalos, Curitiba Hurricanes, Jaraguá Breakers, Ribeirão Preto Challengers, Uberlândia Lobos, Vasco da Gama Patriotas, Botafogo Mamutes, Curitiba Predadores, Palmeiras Locomotives, Ponta Grossa Phantoms, Timbó Rhinos, Tubarões do Cerrado e o atual vencedor Vila Velha Tritões.

Nesta abertura, o campeão Vila Velha Tritões enfrentou o Botafogo Mamutes.

Descubra como foi o jogo da abertura do torneio abaixo na foto e no texto retirados do site do Vila Velha Tritões:

Depois de 7 meses após a final do Torneio Touchdown contra o Vasco da Gama, o Vila Velha Tritões está de volta ao torneio deste ano estreiando ontem contra o Botafogo Mamutes na abertura do TTD3.

Com uma média de 1.800 pessoas no estádio (incluindo a torcida organizada do Botafogo que foi prestigiar o evento), a equipe capixaba venceu os cariocas por 39 a 00 num jogo emocionante que durou em média 3 horas e meia.

A partida foi dura no 1º quarto, mas assim que virou para o 2º, o Tritões começou a pontuar touchdown atrás de touchdown. Ao todo foram 6 touchdowns e um retorno pra touchdown de 60 jardas do Retornador Lauro que foi anulada devido um offside do DE Raony.

Os reforços que vieram este ano ajudaram bastante a equipe. Tractor de Manaus, Álvaro, Castor, Fengy, Rafinha e Tivin do White Sharks e Hugão do Vitória Antares, agora estão por definitivo no plantel da equipe e mostrando cada vez mais entrosamento. Álvaro e Tractor marcaram juntos 20 pontos para a equipe e estão cada vez mais contentes em defender o manto preto e laranja.

O play-by-play do jogo foi feito por Guilherme Piunti, representante da equipe do Palmeiras que esteve presente. O kickoff simbólico novamente foi dado pelo prefeito de Vila Velha, Neucimar Fraga que estava acompanhado do Secretário de Esportes Marcos Magalhães. A Narração foi feita por André José Adler, diretor do torneio e ex comentarista da ESPN.

A próxima partida da equipe será no dia 06/08 contra a equipe do Timbó Rhinos lá em Santa Catarina.

Confira os pontuadores da partida:

VVT – TD Corrida FB#33 Tractor – XP não convertido
VVT – TD Passe QB#4 Big Bruno p/ WR#84 Álvaro – 2pc FB#33 Tractor
VVT – TD Corrida RB#11 Glauber – XP não convertido
VVT – TD Corrida RB#27 Lee – XP convertido K#21 José
VVT – TD Interceptação CB#26 Chris – XP não convertido
VVT – TD Passe QB#4 Big Bruno p/ WR#84 Álvaro – XP não convertido

 

A tabela completa do TTD 2011:

Semana   Data             Equipes

2     09/07/2011    ABC Corsários X Palmeiras Locomotives
2    10/07/2011    Ribeirão Preto Challengers X Santos Tsunami
3   16/07/2011    Curitiba Predadores X Jaraguá Breakers
3    17/07/2011    Corinthians Steamrollers X Ponta Grossa Phantoms
4    23/07/2011    ABC Corsários X Ribeirão Preto Challengers
4    23/07/2011    Uberlândia Lobos X Tubarões do Cerrado
5    30/07/2011    Vasco da Gama Patriotas X Curitiba Hurricanes
5    31/07/2011    Ponta Grossa Phantoms X Corupá Buffalos
6    06/08/2011    Ribeirão Preto Challengers X Uberlândia Lobos
6    06/08/2011    Vila Velha Tritões X Timbó Rhinos
7    13/08/2011    Tubarões do Cerrado X Botafogo Mamutes
7    13/08/2011    Corupá Buffalos X Santos Tsunami
8    20/08/2011    Botafogo Mamutes X ABC Corsários
8    21/08/2011    Timbó Rhinos X Ponta Grossa Phantoms
9    27/08/2011    Corupá Buffalos X Palmeiras Locomotives
9    27/08/2011    Uberlândia Lobos X Vasco da Gama Patriotas
10    03/09/2011    Corinthians Steamrollers X Vila Velha Tritões
10    03/09/2011    Curitiba Hurricanes X ABC Corsários
11    10/09/2011    Vasco da Gama Patriotas X Tubarões do Cerrado
11    10/09/2011    Ribeirão Preto Challengers X Jaraguá Breakers
11    07/09/2011    Corupá Buffalos X Curitiba Predadores
12    18/09/2011    Santos Tsunami X Ponta Grossa Phantoms
13    24/09/2011    Botafogo Mamutes X Curitiba Predadores
13    25/09/2011    Palmeiras Locomotives X Curitiba Hurricanes
14    01/10/2011    Tubarões do Cerrado X Corinthians Steamrollers
14    01/10/2011    Jaraguá Breakers X Vasco da Gama Patriotas
15    08/10/2011    Vila Velha Tritões X Uberlândia Lobos
15    08/10/2011    Timbó Rhinos X Curitiba Predadores
15    12/10/2011    Palmeiras Locomotives X Ribeirão Preto Challengers
16    16/10/2011    Santos Tsunami X Jaraguá Breakers
16    15/10/2011    Corinthians Steamrollers X Timbó Rhinos
17    22/10/2011    Curitiba Hurricanes X Corupá Buffalos
17    22/10/2011    Curitiba Predadores X Uberlândia Lobos
17    23/10/2011    Ponta Grossa Phantoms X Palmeiras Locomotives
18    29/10/2011    Tubarões do Cerrado X Vila Velha Tritões
18    29/10/2011    Jaraguá Breakers X ABC Corsários
18    29/10/2011    Timbó Rhinos X Curitiba Hurricanes
19    02/11/2011    Botafogo Mamutes X Vasco da Gama Patriotas
19    02/11/2011    Santos Tsunami X Corinthians Steamrollers

Comentários (2)

Tags: , , ,

Jogo 13 TTD Resultado

Postado dia 16 de novembro de 2010 por Pedro Martinez

No último dia 13 de Novembro, o Estádio da AABB em Florianópolis foi palco para a partida entre São José Istepôs  contra o Ponta Grossa Phantoms, partida essa acompanhada por um público de 300 pessoas.

O primeiro drive já foi de alegria para os donos da casa do Istepôs que conseguiu um safety com Gerson.

O resto do primeiro tempo foi dominado pelas defesas; e uma má notícia assobrou o Phantoms quando seu #QB Cristiano se machoucou e foi levado para o hospital por prudência. O intervalo acabou se alongando para esperar a ambulância voltar.

Já na campanha inicial do retorno do 2º tempo, depois de uma combinação de passes e corridas, o #QB da casa Kestring encontrou o #WR Machado lá na endzone pronto pra agarrar a bola. TD! E o XP não foi convertido.

Phantoms tentou 4 vezes mas nada deu certo…então punt.

No retorno Mantelli chegou a linha de 44 jardas e pouco depois o #QB da casa Kestring encontrou o #WR Machado outra vez na endzone para fazer o 2º TD da dupla no jogo: grande sintonia. E dessa vez o XP do #K Crema entrou.

Para o Phantoms tudo continuava no vermelho e seu drive resultou num fumble recuperado pelo Istepôs que também sofreu um mesmo fumble devolvendo a bola pro Ponta Grossa. Everton Lisboa e Camacho revezavam como #QBs do time paranaense que foram interceptados por Mantelli do time da casa que correu pras 20 jardas mas o Istepôs foi pro punt. Phantoms também não fez nada e punt outra vez.

E sem perder a chance de novo o Istepôs chegou ao terceiro TD num passe lindo de 40 jardas de Kestring dessa vez para as mãos do #WR Emerson. XP convertido.

O Phantoms até se alegrou com a volta de Cristiano para dar instruções mas o jogo terminou em ajoelhadas do Istepôs que agora vai esperar o vencedor de Spartans X Vasco para saber quem será seu adversário das semi-finais.

A outra semi-final é entre Tritões X Hurricanes.

Comentários (2)

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Jogo 13 TTD e Semana 15 LBFA

Postado dia 12 de novembro de 2010 por Pedro Martinez

Neste sábado e domingo, respectivamente, rolam o Torneio da LBFA última rodada decisiva de classificação para os playoffs definindo os confrontos e do charmosíssimo Torneio Touchdown, o campeonato brasileiro da bola oval.

Jogos da LBFA

13/11 – Sáb     Cuiabá Arsenal @ Tubarões do Cerrado     Brasília, DF
13/11 – Sáb     São Paulo Storm @ Curitiba Brown Spiders     Curitiba, PR
13/11 – Sáb     Porto Alegre Pumpkins @ Timbó Rhinos     Timbó, SC
13/11 – Sáb     Barigui Crocodiles @ Joinville Gladiators     Joinville, SC

14/11 – Dom   Sorocaba Vipers @ Fluminense Imperadores Rio de Janeiro, RJ
14/11 – Dom     Brusque Admirals @ Foz Black Sharks     Foz do Iguaçu, PR

Jogo TTD


Comentários (0)

Tags: , , ,

Jogo 10 TTD Resultado

Postado dia 27 de outubro de 2010 por Pedro Martinez

O placar foi inaugurado pelo Istepôs  com um field goal do #7 Crema, logo no primeiro drive, onde muitas faltas foram cometidas por ambas as equipes.

São José Istepôs 3 – Ponta Grossa Phantoms  0

O retorno o #84 Jean pra umas 40 yds posicionou bem o Phantoms para o seu primeiro ataque, e em poucas corridas o time deu o troco com um reverse usando o #85 Coleti e saiu o primeiro touchdown da partida. Ele mesmo chutou o XP.

São José Istepôs 3 – Ponta Grossa Phantoms  7

2° Quarto começou com a continuação do 2° ataque do time catarinense  que resultou num passe do QB # 9 Kestring para ótimo WR #81 Leandro Machado  para um TD dentro da endzone. O XP deu certo e o Istepôs reassumiu a liderança.

São José Istepôs 9 – Ponta Grossa Phantoms  7

O drive seguinte do Phantoms foi o primeiro do jogo que não resultou em pontuação quando numa 3rd & 12 o QB  #7 Alexey teve seu passe interceptado pelo #22 Lacey,  americano radicado em Florianópolis.  A INT resultaria pouco depois em mais um touchdown para o Istepôs com um passe de Kestring pelo lado esquerdo para o #10  Akira, que jogou pelo Black Sharks antes de se mudar de Foz do Iguaçu para Santa Catarina. O XP foi bloqueado.

São José Istepôs 16 – Ponta Grossa Phantoms  7

Após o intervalo, o 2° tempo começpu com um retorno  do #30 Piraí posicionando o Phantoms na linha de 25 jardas.  E aí entrou em ação o artilheiro do time, o RB #10 Rocha, que após umas corridas acabou também recebendo um passe para do QB  # 1 Coach e disparou para um TD. A conversão para dois pontos deu certo com um passe do QB para o WR #88 Camacho.

São José Istepôs 16 – Ponta Grossa Phantoms  15

No drive seguinte o Istepôs não conseguiu avançar e foi para o primeiro punt do jogo. O novo ataque do Phantoms gastou o resto do 3° quarto e abriu o último período da partida com turnover on downs. O Istepôs terminou o drive seguinte da mesma maneira.  Em seguida, com o Phantoms no ataque, um passe incompleto, duas corridas do RB #10 Rocha, um facemask de defesa que resultou num 1st & 10 na linha de 33 jardas do campo de ataque, e com um reverse do #85 Coleti o TD que faria o estádio vir abaixo com os paranaenses virando o placar. A tentativa de conversão para 2 pontos não deu certo.

São José Istepôs 16 – Ponta Grossa Phantoms  21

Jogando contra o tempo, o Istepôs avançou só com o jogo aéreo e o QB Kestring lançou o seu  3° TD na partida  recebido pelo  FB #40  De Bem, e com  a conversão de 2 pontos dando certo, resultado de um passe do #7 Crema para o TE #83 Anderson Passos, o São José Istepôs obteve a sua primeira vitória fora de casa.

São José Istepôs 24 – Ponta Grossa Phantoms  21

Fonte: touchdown.net

Comentários (0)

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Semana 14 LBFA e Jogo 10 TTD

Postado dia 23 de outubro de 2010 por Pedro Martinez

Neste sábado e domingo, respectivamente, rolam o Torneio da LBFA em fase de classificação para os playoffs e o charmosíssimo Torneio Touchdown, o campeonato brasileiro da bola oval.

Jogos da LBFA

23/10 – Sáb: Tubarões do Cerrado @ Corinthians Steamrollers – São Paulo, SP
23/10 – Sáb: Fluminense Imperadores @ Minas Locomotiva – BH, MG
23/10 – Sáb: Timbó Rhinos @ Joinville Gladiators – Joinville, SC
23/10 – Sáb: Porto Alegre Pumpkins @ Barigui Crocodiles – Curitiba, PR

Jogo TTD


Comentários (0)

Anuncie Aqui

Fotos no Flickr

Veja + fotos

Anuncie Aqui
Curta o Diggers no FacebookAdicione o Diggers no Orkutsiga o Gravediggers

.

Fãs no Facebook