Arquivo da Tag | "NFLPA"

Tags: , , ,

Ainda há esperança…ou não… Lockout NFL 2011

Postado dia 20 de maio de 2011 por Pedro Martinez

Nesta semana, mais uma vez, as partes que discutem a respeito da greve que pode parar a Temporada da NFL se encontravam para uma conversa. Veja no texto escrito por Paulo Antunes para o site IG.com.br o que exatamente foi decidido:

 

” Eu não estou esperançoso e acho que você também não deveria ficar. De qualquer jeito, os jogadores e proprietários dos times da NFL voltaram a conversar nessa segunda-feira. Os dois já tentaram resolver suas diferenças e chegar a um novo acordo coletivo de trabalho, mas sem sucesso. O grande impasse continua sendo o que fazer com os 9 bilhões de dólares que a liga fatura anualmente. A conversa de hoje será mediada por um juiz, Arthur Boylan.

Acho um bom sinal os dois lados se reunirem novamente porque mostra que ambos querem uma solução e sabem que esse lockout não ajuda ninguém. O problema é que ambos já se reuniram por um total de 20 dias e nada foi resolvido. Depois disso, o caso foi para o tribunal com os jogadores processando os proprietários. A juíza Susan Nelson foi no lado dos jogadores e decidiu acabar com o lockout. A NFL entrou com um recurso de apelação pedindo a volta do lockout. Os tribunais decidiram voltar temporariamente com o lockout até decidirem no recurso de apelação apresentado pela NFL. A audiência está agendada para o dia 3 de junho. Uma decisão final só deve acontecer em julho. Se a liga vencer, proprietários e jogadores voltam a mesa de negociação até decidirem num novo acordo trabalhista e a temporada possivelmente será cancelada. Se os jogadores levarem a melhor, a temporada acontece com ou sem um novo acordo coletivo.

Eu sinceramente acho difícil os dois lados se conciliarem antes de uma decisão final do tribunal. Os jogadores já viram que podem ganhar no tribunal depois da decisão da Susan Nelson. Porque vão querer negociar? Os proprietários também já receberam um bom sinal com a volta temporária do lockout. É possível que nenhum lado queira se comprometer antes da decisão final da justiça. A situação é complicada.

Agora, esperar até julho tem suas desvantagens também. É nesse mês que o training camp (treinos intensos) começa já visando a pré-temporada, que inicia em agosto. A NFL tem um mar de free agents que ainda procuram novos clube. O período de free agency geralmente começa em março. Agora ele pode começar em julho! Seria um caos e a NFL possivelmente atrasaria o inicio da temporada para poder encaixar tudo. Vamos torcer para que algo aconteça e rápido.

O que acham? Será que os dois lados conseguem chegar a um acordo? ” .

Comentários (0)

Tags: , , ,

Nada resolvido NFL 2011

Postado dia 30 de abril de 2011 por Pedro Martinez

Olha em que pé anda a negociação judicial que decide o futuro da Liga no texto de Danilo Müller, do blog Diário NFL:

A 8a Corte de Apelação em Saint Louis determinou a permanência do Lockout até audiência que será realizada na semana que vem.

Portanto todos os jogadores ficam travados e não podem falar com técnicos, comparecer a treinos ou negociarem contratos.

A NFL faz isso porque a liga está praticamente sem regras já que o acordo coletivo anterior acabou e o novo ainda não foi negociado.

A juiza Susan Nelson tinha decidido na segunda-feira pela suspensão imediata do Lockout.

Tanto, as partes precisam negociar um novo acordo coletivo e pronto.

Comentários (0)

Tags: , , ,

Tudo bem mas tudo mal na NFL

Postado dia 26 de abril de 2011 por Pedro Martinez

Assim disse Everaldo Marques no site ESPN.com sobre as novidades do Lockout:

Sete semanas depois do início do impasse que ameaça a realização da temporada 2011 da NFL, os jogadores tiveram uma vitória nos tribunais no processo movido pelos atletas contra os donos de times da liga de futebol americano.

A juíza Susan Richard Nelson ordenou nesta segunda-feira o fim imediato das restrições ao trabalho dos jogadores, que pleiteiam uma nova forma de divisão do bolo de US$ 9 bilhões que a liga fatura anualmente.

Na prática, a decisão significa que os jogadores podem voltar a freqüentar as instalações das franquias, como os centros de treinamento – desde o início do impasse, na primeira semana de março, atletas que quisessem tratar contusões ou manter a forma física tinham que fazê-lo por conta própria, sem usar os recursos de suas equipes como salas de fisioterapia ou musculação.

A NFLPA, que representa os interesses dos jogadores, disparou e-mails para os atletas recomendando a eles que se apresentem para trabalhar nesta terça-feira. Segundo o texto, os jogadores foram informados que terão acesso garantido às instalações das franquias e que uma eventual proibição de entrada vai consistir em violação das regras.

Já os donos dos times teriam sido orientados a permitir a entrada dos atletas nos centros de treinamentos, mas com algumas restrições – os jogadores devem encontrar as academias de ginástica trancadas. Além disso, os jornalistas não terão acesso aos locais de treinamento.

Como esperado, o lado derrotado já avisou que vai apelar da decisão. A NFL alega em seu recurso que a juíza Nelson teria ido além de sua competência.

Uma decisão final a respeito da realização ou não da temporada 2011 da NFL ainda vai demorar algum tempo. Semana passada, a direção da liga afirmou que não existe uma data limite para determinar o cancelamento de algumas rodadas ou mesmo do campeonato como um todo.

Os fãs da bola oval seguem torcendo por um final feliz.

Comentários (0)

Tags: , , ,

Adiamento da decisão do Lockout da NFL

Postado dia 09 de abril de 2011 por Pedro Martinez

Como no Brasil, lá no Estados Unidos a decisão na Justiça sobre o lockout da NFL que cravaria o acontecimento ou não da Temporada 2011 foi adiada pela juíza. Tomara que não acabe tudo em pizza.

Entenda o que houve lendo o texto abaixo publicado no site da ESPN brasileiro:

” O primeiro capítulo da briga entre jogadores e dirigentes da NFL nos tribunais norte-americanos aconteceu nesta quarta-feira, porém ainda sem uma definição. Isso porque a juíza Susan Richard Nelson adiou a decisão sobre o caso em mais duas semanas.

Os jogadores entraram na Justiça contra os dirigentes para tentar a anulação do locaute (ação que ‘fecha as portas’ das franquias da Liga, não permitindo que a NFL opere), que foi feito pelos donos das equipes após a Associação dos Jogadores ter abandonado as negociações por um novo acordo financeiro coletivo.

Após dias de discussões mediadas por um membro do governo federal dos Estados Unidos no final do mês de fevereiro, os dois lados não chegaram a um acordo financeiro coletivo. O principal ponto de discórdia é como dividir os US$ 9 bilhões anuais que a NFL gera em receitas. Os dirigentes, que recebiam US$ 1 bilhão no último pacote, querem duplicar a sua fatia.

A temporada da NFL geralmente começa no mês de setembro. Se até lá os dois lados não chegarem a um acordo e a situação não for resolvida, poderemos não ter futebol americano em 2011.

Os jogadores alegaram que o locaute está causando “danos irreparáveis” às suas carreiras. “Todos os jogadores estão tendo suas carreiras afetadas dia após dia com o locaute”, disse James Quinn, um dos advogados dos atletas.

Com as portas das franquias fechadas, os jogadores, além de não receberem salário, não podem utilizar as instalações do clube durante esse período. “

Comentários (0)

Tags: , , ,

Os Ônus do Lockout da NFL 2011

Postado dia 08 de abril de 2011 por Pedro Martinez

A possibilidade de não acontecer a Temporada 2011 além de afetar a credibilidade do milionário campeonato pode acarretar também em prejuízos a grandes empresas. Entenda mais sobre isso no texto de Paulo André Zarpello publicado no Snap! Futebol Americano abaixo:

Não é fácil medir quem é mais prejudicado: NFL, jogadores, comércio ou fãs. Caso haja greve, o norte-americano vai sentir o reflexo no bolso. Achei uma lista em um site de investimentos que apresenta os possíveis seis primeiros prejudicados pelo lockout:

1 – TV: De acordo com o “Bloomberg News”, a maior empresa de tv por satélite (DirecTV) pode perder mais de U$600 milhões este ano. Além da grana perdida com as assinaturas, mais de U$100 milhões em propaganda deixarão de entrar no caixa. As outras TVs (CBS, FOX, NBC e ESPN) também vão perder em anúncios e retransmissões. A ESPN pode ser mais prejudicada por conta do Monday Night Football. Em 2010, dos 100 eventos esportivos mais assistidos na TV estadunidense, 65 eram de futebol americano.

2 – Video Game: A votação para capa do Madden 12 está aberta. Isso significa que vai ter jogo, certo? Certo! Geralmente o jogo começa a ser vendido em agosto, pouco antes da NFL começar. Sem NFL, você acha que as vendas vão bem? Analistas afirmaram que a EA terá queda de 50% nas vendas, prejuízo de U$165 milhões.

3 – Turismo: Jogos=torcedores=gastos. Desde as vendas de “lembrancinhas” até a rede hoteleira terá prejuízo. Um pessoal do “Minneapolis Downtown Council” estimou uma perda de U$9 milhões por jogo em casa. Multiplicando por oito jogos: U$ 72 milhões. E olha que o Vikings não vai muito bem das pernas…

4 – Alimentos: Vamos resumir alimentos em “chicken“. A carne de frango/galinha é a mais consumida durante a NFL. De acordo com o “National Chicken Council”, os fãs consomem de 2 a 4 mil toneladas de carne de frango entre quinta e segunda, durante a temporada da NFL. Só no Super Bowl, 450 milhões de “asinhas” são consumidas. Muita carne? Talvez. Eu diria: muitos fãs.

5- Bebidas: O primeiro golpe ia direto para Gatorade. Além de ser a bebida oficial da NFL, sem jogos, não será lucrativa a parceria com a liga. A empresa recebe, em média, U$45 milhões por temporada. As marcas de refrigerantes e cervejas também serão prejudicadas.

6- Marcas esportivas:
Algumas marcas podem deixar de aparecer na TV. Isso significa. Rebook, Nike e Adidas que se cuidem. Em 2009 (pesquisa mais recente), o americano gastou U$8 bilhões em materiais esportivos, dos quais 2,5 eram em futebol americano. “

Comentários (0)

Tags: , , ,

NFL Em Greve Pela 1ª Vez Desde 1987

Postado dia 14 de março de 2011 por Pedro Martinez

Acompanhe o texto publicado na sessão de colunistas do IG.com.br do comentarista Paulo Antunes, da ESPN a respeito da briga entre Associação de Jogadores e NFL que ocasionou uma greve da mesma, pondo em risco a Temporada 2011, e que terá decisão na justiça para definir o futuro.

Leia:

Depois de uma semana viajando de navio pela costa brasileira estou de volta.  Pena que ao voltar recebi uma notícia nada agradável: A NFL está em greve.  O esporte mais popular dos Estados Unidos está parado depois de muitas horas de negociações entre jogadores e os donos dos times.  Como eu já tinha postado, o grande impasse era o que fazer com os nove bilhões de dólares que a NFL tem de lucro anual. No ano passado, os jogadores ficaram com 4,8 enquanto os donos receberam 4,2.  Os proprietários quiserem um ajuste, mas um acordo não aconteceu.  Os dois lados até que negociariam, mas exatamente 185 milhões de dólares separaram ambos de chegarem a um novo contrato.

Eu admito que estava bem otimista em relação às negociações depois que a NFL concedeu duas extensões no prazo preestabelecido para acabar com esse impasse.  O primeiro prazo era até o dia 3 de março.  A NFL mudou de ideia duas vezes dando mais 24 horas (dia 4) e depois mais sete dias (dia 11).  Agora, como já especulávamos, o caso vai para o tribunal.

O QUE ISSO SIGNIFICA?

Os jogadores não têm mais um sindicato.  A NFLPA (Associação dos jogadores) foi dissolvida e não representa mais os atletas.  Com o sindicato, leis trabalhistas são aplicadas nas negociações. Agora, os atletas vão levar os donos ao tribunal e entrarão com um processo citando a violação da lei “anti-trust”(jogadores só podem processar na lei “anti-trust” SEM um sindicato).  Essa lei proíbe qualquer comportamento anti-competitivo (monopólios).  Atos que ferem a competição no mercado são ilegais.  Os jogadores vão falar que os donos estão se juntando (formando um monopólio) pra ferir o mercado.  Ou seja, os donos estariam se unindo pra prevenir os jogadores de ganhar mais dinheiro.  Isso, segundo os atletas, seria injusto.

Os jogadores Peyton Manning, Drew Brees, Tom Brady, Logan Mankins, Mike Vrabel, Vincent Jackson, Ben Leber, Osi Umenyiora, Brian Robison e o universitário Von Miller (que vai entrar no próximo draft) já falaram que seriam os queixosos no processo contra os donos.

O BOM E RUIM DE TUDO ISSO

O bom é que provavelmente teremos uma resolução.  Não há mais negociações.  O que o tribunal decidir é o que vai acontecer e ponto.  O ruim, é que o processo pode levar um bom tempo.  O tribunal pode chegar a uma decisão, mas sempre há um recurso de apelação que atrasa ainda mais o processo. Lembrando que durante a greve, times não têm contato com seus jogadores e todos os treinamentos são cancelados.  Eu sei que a temporada só começa em setembro, porém os preparativos já começam em março com a contratação de free agents, etc.

O COMISSÁRIO ROGER GOODELL MUDA SEU SALÁRIO

De 10 milhões anuais para 1 dólar anual.  Esse será o novo salário do comissário Roger Goodell!  Impressionante, né?  (Mas não precisam fazer nenhuma vaquinha pois eu garanto que ele tem um bom dinheirinho guardado).

Em janeiro Goodell e o advogado da liga, Jeff Pash, estavam tão confiantes que uma greve seria evitado que falaram que mudariam seu salário caso isso não aconteceria. Agora, os dois vão ter que lidar com 9 centavos por mês.

Se a greve continuar até Agosto outros funcionários de liga também terão de lidar com reduções salariais de 5 a 25%.  Os times também terão de tomar suas providencias.  O Kansas City Chiefs falou que seus funcionários encarariam uma redução de até 10% mas ninguém seria mandado embora.  O New York Jets pretende reduzir o salário dos treinadores (incluindo Rex Ryan) e o general manager Mike Tannenbaum por 25%.  A boa noticia para todos esses funcionários é que eles receberão todos os salários perdidos SE A TEMPORADA DE 2011 ACONTECER NA INTEGRA.

Será que temos uma luz no final do túnel?????

Comentários (0)

Tags: , , ,

Temporada NFL 2011 vai rolar? Pt.2

Postado dia 08 de março de 2011 por Pedro Martinez

E a novela da definição da ocorrência ou não da Temporada 2011 continua nos EUA. Acompanhe os detalhes de como anda isso no texto de Paulo Mancha, comentarista do BANDSPORTS, abaixo para o site Snap! Futebol Americano:

Bem, o prazo para um acordo foi prorrogado até a meia-noite de sábado. UPDATE: a nova data limite é setxa-feira, dia 11/3!

Isto é animador, na minha opinião. Significa que há avanços, que as partes não querem desistir da discussão e que pode não faltar muito para um acordo. Afinal, se as divergências fossem da ordem de milhas, e não jardas, ninguém se animaria a um overtime de apenas 24 horas. A presença, novamente, do negociador do governo, Goerge Cohen, também ajuda.

Muita especulação tem sido feita na mídia. Mas é só isso mesmo: especulação. Porque NFL e NFLPA estão mantendo os detalhes em absoluto segredo.

Os principais pontos, como todos sabem, são:

1) Divisão dos lucros (o futebol americano profissional gerou US$ 9 bilhões em 2010)
Os times querem uma parcela maior e os jogadores não aceitam isso.

2) Aumento de 2 jogos na temporada regular, indo de 16 para 18 por equipe
Os times querem; os jogadores, não, pois consideram um sacrifício muito grande.

3) Criação de um teto salarial para jogadores novatos
Ambas as partes aceitam a ideia, mas divergem nos valores

Se eu fosse obrigado a dar um “chute“, diria que:

a) Haverá outras prorrogações das conversas até a semana que vem.

Paulo Mancha (acima) aposta que tudo dará certo…

b) O acordo sai semana que vem, com os times abdicando da alternativa “1? (continuam com os mesmos lucros) e os jogadores aceitando a alternativa “2? (18 jogos). Isso porque, na minha opinião, nenhum time realmente “precisa” de mais dinheiro; a NFL vai bem obrigado; e, por outro lado, dois jogos a mais não matarão nenhum jogador – a gritaria contra isso é um exagero, ao meu ver, muito mais uma moeda de troca oportuna do que um repúdio verdadeiro por parte dos atletas (lembrem-se que 2 jogos de pré-temporada seriam extintos, segundo a proposta).

c) Eu continuarei me chamando “Paulo Mancha”.

Mas, como disse, essas minhas previsões estão mais para “feeling” do que para uma análise em cima de fatos. Pois os fatos estão escondidos nas salas de negociação.

Vejamos…

Comentários (0)

Tags: , , ,

Temporada NFL 2011 vai rolar?

Postado dia 28 de fevereiro de 2011 por Pedro Martinez

A briga entre a NFL e o sindicato dos atletas continua rendendo bastante lá pros lados da terras do Tio Sam e continua um disse-me-disse interminável que põe em risco o acontecimento da Temporada 2011-2012.

Sílvio Santos Jr., comentarista do canal por assinatura BANDSPORTS, explica a respeito dessa briga no post publicado no site Snap!.

Leia:

“Já são seis dias de negocição, num total aproximado de 46 horas de reuniões, entre a NFL e a NFLPA. O objetivo é formatar o novo acordo trabalhista entre os jogadores profissionais de futebol americano e a liga. Mas para que um novo acordo seja desenhado muita gente tem que ficar feliz (leia ganhar o seu!). Desde a quinta-feira passada, o caso tem mediação federal e ambas as partes se comprometeram em um “regime de internação”, ou seja, durante toda semana não falariam de mais nada, que não, o novo acordo.

A coisa tá quente nos EUA.

Segundo reports de vários sites que acompanham o caso in loco, as negociações já tomaram vários rumos diferentes. Mas ninguém sabe ao certo “em que pé está”. Eu repito NINGUÉM SABE. Basta assistir aos noticiarios da NFL.com e ouvir os programas de rádio da ESPNradio.com. NADA! Tudo especulação. Com poucos ou nenhum comentário de ambas as partes, todos estão às escuras.

Mas se você é como eu, que fica imaginando o que deve estar se passando lá dentro, vai gostar do que eu descobri. Fui pesquisar um pouco como “essas mediações são feitas” e a coisa tá rolando, mais ou menos, assim lá em Washington:


Basicamente, funciona assim:

São 3 salas independentes.

* Uma sala exclusiva para NFL.
* Uma sala exclusiva para NFLPA.
* Uma sala comum, aberta para negociações, mediada pelo Sr. George S. Cohen

O único a poder transitar em todas as salas é o mediador. O Sr. Cohen, funciona como “um leva e traz” do bem. Por ter acesso à todas as informações de ambas as partes, ele “pode ajudar” em alguns detalhes importantes. Como? Se o ponto em discussão é o quanto pagar/cobrar por um refrigerante, por exemplo.

A NFL quer pagar entre US$ 0,90 e US$ 1,20.

A NFLPA quer vender entre US$ 1,15 e US$ 1,50.

É claro que ninguém vai abrir seu máximo e seu mínimo diretamente, mas o mediador conhece as margens das duas partes. Ele pode chegar para a NFLPA e “influenciar” (ISSO É MUITO IMPORTANTE: o papel dele é mediar, ele não toma NENHUMA DECISÃO para nenhum lado, ele simplesmente ajuda à chegar à um denominador comum) que qualquer coisa acima de US$ 1,20 está fora de questão para a outra parte. O mesmo acontece com a NFL, ele pode sugerir que US$ 0,90 não é uma realidade interessante para o outro lado. É claro que este é só um exemplo, bem simples e exagerado. A coisa certamente não é tão descarada, mas deu pra pegar o espírito, certo?

Todos os pontos são discutidos na sala comum, quando um impasse é alcançado, cada entidade vai pra sua sala exclusiva rever o que foi discutido e chegar à um consenso. É nessa hora que entra o mediador, de sala em sala. Quando todos estão confortáveis com o acordo daquele ponto específico, o próximo tema começa a ser discutido.

Deu pra ter uma idéia? Comente… qual sua expectativa, será que sai acordo?”.

http://www.snapfutebolamericano.com/

Comentários (0)

Anuncie Aqui

Fotos no Flickr

Veja + fotos

Anuncie Aqui
Curta o Diggers no FacebookAdicione o Diggers no Orkutsiga o Gravediggers

.

Fãs no Facebook