Arquivo da Tag | "NFC"

Tags: , , , , , , , ,

Finais de Conferência NFL Resultados

Postado dia 24 de janeiro de 2011 por Pedro Martinez

Packers X Bears

Pensando em toda a Temporada Regular, mesmo apesar de toda a rivalidade envolvendo Chicago e Green Bay, imaginávasse um jogo pendendo em favoritismo para o time verde-amarelo, já que em quesito qualidade a diferença é gritante.

Pelo início da partida parecia que o foco seria o relatado acima e o Packers ganharia facilmente: dois passes longos recebidos pelo #WR Greg Jennings e num bootleg genial do #QB Aaron Rogders abriram o placar. Pelos Bears #QB Jay Cutler pressionadíssimo teve seu ataque com pouca/nula funcionalidade, consequentemente, o #RB James Starks de Green Bay aproveitava para aumentar o placar.

Mesmo perdendo o Chicago atrapalhava, e muito bem, a tentativa de disparar no placar do Packers com os turnovers forçados pelo #OLB Lance Briggs – interceptação, e pelo #MLB Brian Urlacher numa outra interceptação que quase virou TD não fosse o tackle salvador do #QB adversário Rodgers.

Falando em #QB…a coisa ficou preta para o Bears quando, o já fraco na partida, Jay Cutler saiu lesionado no halftime e deu lugar ao reserva Todd Collins, que também durou menos que um suspiro, sobrando assim para o terceiro imediato Caleb Hanie a responsabilidade de virar a partida.

De todos os males a coisa boa foi que o coordenador ofensivo Mark Martz de Chicago decidiu que a estratégia era correr, sendo assim prontamente o #RB Matt Forte iniciou um ganho de jardas quer terminaria em um TD do também #RB Chester Taylor. Jogando uma água fria o #DT do Green Bay BJ Raji interceptou levando a vantagem para 14 pontos de novo. Bears já em seguida com Caleb Hanie encontrando o #WR Earl Bennett dentro da endzone pra botar fogo no jogo.

O #QB Caleb Hanie deu esperança aos torcedores do Chicago quando levou o time mais uma vez ao campo adversário mas frustrou os mesmos rapidamente quando foi interceptado pelo novato #CB Sam Shields que acabou totalmente com as chances do Bears e levou ao Superbowl o Packers depois de 15 anos, primeiro na era pós Brett Favre, atual Aaron Rodgers Era.

Green Bay 21, Chicago 14


Jets X Steelers

O primeiro tempo da partida não precisa de mais palavras que não citar o placar a favor de Pittsburgh: 24 x 3 anulando o jogo adversário e fazendo o que dava na telha. O #RB Rashard Mendenhall, que correu 121 jardas em 27 tentativas, mandou no primeiro tempo já que o NY começou com dificuldades em conter o forte jogo corrido e depois uma campanha de dez minutos abriu o placar para o Steelers dando uma noção de como se seguiria a toada.

Depois o #QB Big Ben deixou o seu numa jogada perfeitamente executada onde defesa olhou recebedores e esqueceu Roethlisberger sedento para entrar na endzone com facilidade.

Segundinhos depois o #QB Sanchez do NY comeu grama de sack ao tentar um passe e numa bola solta dessas o #CB William Gay que não é bobo retornou para o TD. Pittsburgh ainda acertaria um FG com o #K Jeff Reed e seria isso para o Steelers na partida.

Parecia que seria a maior surra de uma final de Conferência ever mas com as mudanças de halftime, o Jets voltaram como se fossem outra equipe e o #QB Mark Sanchez acertou as direções e os turnovers forçados apareceram.

O #K Nick Folk de NY já havia acertado o FG no fim do primeiro tempo e eis a lista da reação do Jets: passe de 40 jardas de Sanchez para o #TE Santonio Holmes=TD; o #DL Mark DeVito esmaga Big Ben dentro da enzone após fumble=safety e o #WR Jerricho Cotchery recebe conexão de Sanchez na zona final=TD.

24 a 19 a três longos minutos do final.

Heinz Field se calou só um pouquinho já logo balançou as suas toalhas amarelinhas e fez com que os jogadores do Steelers se entregassem ainda mais, e o #QB Big Ben, que sabe ganhar um jogo, distribuiu bem a bola entre wide receivers e tight ends e logo acabou com os três tempos do Jets e o relógio da partida.

Assim Steelers que vai ao oitavo Super Bowl.

Pittsburgh 24, NY Jets 19


Comentários (0)

Tags: , , , , , , , ,

Finais de Conferência NFL Domingo

Postado dia 22 de janeiro de 2011 por Pedro Martinez

A reta final é agora. Depois de uma temporada regular disputadíssima; e 2 semanas de Playoffs repletos de surpresas, chegamos ás Finais de Conferência que, neste domingo, dia 23 de Janeiro, credenciarão os times que se enfrentarão na grande final, o Super Bowl. Espera-se mais acirrados ainda já que agora é vencer ou vencer.

Domingo

A disputa do título da AFC entre Pittsburgh Steellers e New York Jets terá transmissão da ESPN a partir das 22h do MS. É o maior vencedor da NFL comandado pelo #QB Big Ben e o velhinho perigoso risadinha #WR Hines Ward enfrentando o faladíssimo time da cidade que não dorme que eliminou o Pats e Colts fora de casa.

Já a disputa do título da NFC entre Chicago Bears e Green Bay Packers terá transmissão do BANDSPORTS as 17h do MS. É o #QB Jay Cutler que teve o costume de errar bastante na Temporada Regular mas que cresceu no final contra o sempre constante #QB adversário Aaron Rodgers que quer começar a botar seu nome na história da NFL e não ser somente o discípulo de Brett Favre no Packs.

Comentários (0)

Tags: , , , , ,

Playoffs NFL Finais de Conferência

Postado dia 19 de janeiro de 2011 por Pedro Martinez

Finalmente, agora está ficando cada vez mais próximo do Super Bowl, as Finais de Conferência acontecem neste final de semana, especificamente no domingo e a briga será muito boa. Façam suas apostas…quem será que vai disputar a grande decisão do dia 6 de fevereiro?

23H00 – GREEN BAY PACKERS X CHICAGO BEARS
23H00 – PITTSBURGH STEELERS X NEW YORK JETS

Comentários (1)

Tags: , , ,

Escolhidos Pro Bowl NFC 2010

Postado dia 30 de dezembro de 2010 por Pedro Martinez

Já foram anunciados os jogadores escolhidos para fazer parte do time da NFC no Pro Bowl, o jogo das estrelas da NFL. Liderou as escolhas da NFC o Atlanta Falcons com 7 no total.

Veja o time completo:

Ataque

* Quarterback – * Michael Vick, Philadelphia

Matt Ryan, Atlanta

Drew Brees, New Orleans

* Running back – * Michael Turner, Atlanta

Adrian Peterson, Minnesota

Steven Jackson, St. Louis

* Fullback – * Ovie Mughelli, Atlanta
* Wide receiver – * Roddy White, Atlanta
* Wide receiver -* Calvin Johnson, Detroit

DeSean Jackson, Philadelphia

Greg Jennings, Green Bay

* Tight end * Jason Witten, Dallas

Tony Gonzalez, Atlanta

* Tackle – * Jason Peters, Philadelphia
* Tackle – * Jordan Gross, Carolina

Chad Clifton, Green Bay

* Guard – * Jahri Evans, New Orleans
* Guard – *Chris Snee, N.Y. Giants

Carl Nicks, New Orleans

* Center – * Andre Gurode, Dallas

Shaun O’Hara, N.Y. Giants

Defesa

* Defensive end – * Julius Peppers, Chicago
* Defensive end – * John Abraham, Atlanta

Justin Tuck, N.Y. Giants

* Interior linemen – * Ndamukong Suh, Detroit
* Interior linemen – * Jay Ratliff, Dallas

Justin Smith, San Francisco

* Outside linebacker – * Clay Matthews, Green Bay
* Outside linebacker – * DeMarcus Ware, Dallas

Lance Briggs, Chicago

* Middle linebacker – * Patrick Willis, San Francisco

Brian Urlacher, Chicago

* Cornerback – * Asante Samuel, Philadelphia
* Cornerback – * Charles Woodson, Green Bay

DeAngelo Hall, Washington

* Free safety – * Nick Collins, Green Bay

Antrel Rolle, N.Y. Giants

* Strong safety – * Adrian Wilson, Arizona

Times especiais

* Punter – Mat McBriar, Dallas
* Placekicker – David Akers, Philadelphia
* Retornador – Devin Hester, Chicago
* Special teamer – Eric Weems, Atlanta

Comentários (0)

Tags: , , , , , , ,

A história da NFL

Postado dia 02 de março de 2010 por Pedro Martinez

Em breve iniciarei uma série de posts sobre cada um dos times da NFL conferência por conferência e divisão por divisão. Mas antes disso é preciso falar sobre como surgiu a National Football League especificamente. Vamos a ela então.

A História

Jim Torphe, considerado um dos atletas mais versáteis do século XX, praticante de basquete, handebol, hóquei, arco e flecha, tiro, natação, canoagem, tênis, squash, hipismo, futebol americano e beisebol e também medalhista olímpico no pentatlo e decato em 1912 foi o idealizador da criação da Liga Nacional de Futebol Americano.

Na época ele era técnico do Canton Bulldogs e do Leo Lyons, além de ser dono da equipe Rochester Jeffersons, equipes que disputavam a Ohio League.

Ao ver o sucesso estrondoso da Major League Baseball pensou em fazer o mesmo com os times de futebol americano, mas teve sua idéia adiada devido ao início da Primeira Guerra Mundial e a infestação de gripe espanhola.

Década por década

Formalmente criada com o nome de American Professional Football Association, em Agosto de 1920, era composta por 11 equipes, dentre elas os times da Ohio League, da Buffalo All Americans, a Rochester da New York League, um time de Detroit e um de Hammond. O presidente eleito da liga foi o próprio Jim Torphe.

Nesses primórdios da NFL apenas 4 times disputaram todos os jogos do calendário imposto.

A liga foi chamada de American Professional Football Association por apenas 2 temporadas, as quais, inclusive, só 2 equipes daquela época existem até hoje: o Chicago Cardinals, atual Arizona Cardinals e o Decatur Staleys, atual Chicago Bears. O Green Bay Packers existia desde muito antes disso, 1919, mas somente entrou para a liga em 1921.

A partir de 1922 mudou-se definitivamente o nome para National Football League então.

Em 1933 foi o ano das grandes mudanças na NFL principalmente com relação as regras: antes eram seguidas as regras do futebol americano universitário. Também nesse ano houve a divisão das equipes em conferências leste e oeste além da implementação do sistema de playoffs. O sistema de draft para a contratação de jogadores também foi idealizado nesta época.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial em 46, para rivalizar com a NFL, criam a All-America Football Conference (AAFC) que não atraía muito público devido ao amplo domínio do Cleveland Browns sobre as outras e acabou em 1949.

Assim, acontecia a primeira fusão da NFL com a AAFC em 1950, ano em que Cleveland Browns, o Baltimore Colts e o San Francisco 49ers entraram para a NFL.

Ainda nesse ano, inclusive, o Los Angeles Rams teve o primeiro jogo de futebol americano televisionado da história.

O futebol americano começou a conquistar popularidade com um jogo em 1958 que decidia o campeonato – uma espécie de Super Bowl jurássico, que conquistou recordes de audiência pela emoção que a partida teve sendo decidida na prorrogação.

Até então o futebol americano universitário era mais popular que o profissional.

A AFL (American Football League) foi criada nos anos 60 para introduzir o jogo profissional nas outras regiões do país e também vinha para competir com a NFL. Como organizar uma liga única era muito caro de se fazer ambas ligas tinham que conviver em trégua. Mas quando o New York Giants em 65 assinou contrato com Pete Gogolak da AFC e considerado o chutador mais revolucionário da história da liga, tudo mudou. Depois disso, diversos jogadores da NFL assinaram com equipes da AFL e vice-versa, então a NFL começou a levar mais a sério a concorrente.

Enfim, em 66, as duas decidiram se juntar em uma única liga com duas conferências – 10 times da AFC mais alguns da NFL foram alocados a AFC/Conferência Americana e os times restantes da NFL viriam a fazer parte da NFC/Conferência Nacional, e a final que mostrava o campeão da temporada seria através de um jogo a cada ano, o Super Bowl.

Com duas grandes ligas juntas o futebol americano profissional cresceu consideravelmente fazendo com se tivessem mais divisões por conferência aumentando assim o número de times que disputavam os playoffs. O único campeão invicto que a liga viu foi o histórico Miami Dolphins de 72. Em 77 a liga ganhou mais dois times: o Seattle Seahawks e o Tampa Bay Buccaneers. Com 28 times na liga, número esse que foi meta estabelecida na época da fusão, em 78 então os playoffs conteram 10 times com sitema wildcard (times melhores colocados que não conquistaram  o título de sua conferência também se classificariam para os playoffs) incluído.

Entre 82 e 87 alguns times fizeram greve e isso fez a liga ter de mudar, provisóriamente, seu sistema de playoff. Em 88 o Cardinals se transferia de St. Louis para Phoenix.

Em 90 os playoffs passaram a ter 12 equipes em disputa com a adição de mais 2 classificados como wildcard. Em 95 entraram para a liga Carolina Panthers e do Jacksonville Jaguars. Nesse mesmo ano foram realocadas duas equipes: de Los Angeles, o Rams se transferiu para St. Louis e o Raiders, de Minneapolis se transferiu para Oakland. Em 97 os Oilers mudaram-se de Houston para Nashville e se transformaram em Tennesse Titans.

E finalmente, no ano de 2000 as mudanças mais significantes e históricas foram um reagrupamento de 3 para 4 divisões por conferência e o ingresso do Houston Texans como a 32ª equipe da liga.

As equipes

O sistema de playoffs

Os comissário, os presidentes e os escritórios da Liga

  1. Presidente Jim Thorpe (1920 – 1921)
  2. Presidente Joseph Carr (1921 – 1939)
  3. Presidente Carl Storck (1939 – 1941)
  4. Comissionário Elmer Layden (1941 – 1946)
  5. Comissionário Bert Bell (1946 – 1959)
  6. Presidente Interino Austin Gunsel (1959-1960)
  7. Comissário Alvin “Pete” Rozelle (1960 – 1989)
  8. Comissário Paul Tagliabue (1989 – 2006)
  9. Comissário Roger Goodell (2006 – até hoje)
  • Canton, Ohio (1920 – 1921)
  • Columbus, Ohio (1921 – 1941)
  • Chicago, Illinois (1941 – 1946)
  • Philadelphia, Pensilvânia (1946 – 1960)
  • New York, Nova York (1960 – até hoje)


As taças e os prêmios por equipe e individuais em disputa

  • Vince Lombardi Trophy – entregue ao ganhador do Super Bowl, em memória do tecnico do Green Bay Packers que conquistou os Superbowl I e II, Vince Lombardi.
  • Lamar Hunt Trophy – entregue ao campeão da AFC, em memória do fundador dos Kansas City Chiefs e bandeirante de futebol americano profissional, Lamar Hunt.
  • George S. Halas Trophy – entregue ao campeão do NFC, em memória do jogador e tecnico dos Chicago Bears, George Halas.
  • Most Valuable Player (MVP) – entregue ao “Jogador de Maior Valor”, ou jogador de mais destaque e impacto na temporada regular.
  • Coach of the Year – entregue ao melhor tecnico do ano.
  • Offensive Player of the Year – entregue ao melhor Jogador Ofensivo da NFL.
  • Defensive Player of the Year – entregue ao melhor Jogador Defensivo da NFL.
  • Offensive Rookie of the Year – entregue ao melhor jogador Ofensivo em seu primeiro ano na liga.
  • Defensive Rookie of the Year – entregue ao melhor jogador Defensivo em seu primeiro ano na liga.
  • Super Bowl MVP – entregue ao “Jogador de Maior Valor”, ou jogador de mais destaque e impacto no Super Bowl.
  • NFL Comeback Player of the Year – entregue ao jogador que retorna após temporada ausente ou presença pífia na temporada anterior
  • Walter Payton Man of the Year Award – entregue ao “Homem do Ano”, pelo o trabalho de caridade, em memória de Walter Payton, craque eleito em 1975 – 1987, considerado cavalheiro e embaixador do jogo.

Aguardem os próximos posts sobre cada equipe da National Football League.

Comentários (0)

Anuncie Aqui

Fotos no Flickr

Veja + fotos

Anuncie Aqui
Curta o Diggers no FacebookAdicione o Diggers no Orkutsiga o Gravediggers

.

Fãs no Facebook