Semana 11 TTD 2011 Resultados

Postado dia 12 de setembro de 2011 por Pedro Martinez

Vasco da Gama Patriotas (9) X Tubarões do Cerrado (6)

Torcedores dos dois times apareceram em peso, mas existiam muitos curiosos, como Cid Jorge que apesar de vascaíno, estava torcendo pelos Tubarões do Cerrado. “É a primeira vez que assisto a um jogo de Futebol americano e é o jeito torcer pro time da casa, mas vou ficar feliz também se o Vasco ganhar”, fala dividido.

Já Wesley estava decidido. “Sou vascaíno e não viro a casaca. Vou fazer muito barulho.”

O primeiro quarto de partida foi pouco movimentado. Ambos os times forçavam muito bem na defesa e não deixavam seu adversário conquistar jardas. Com isso, aconteceram três ou quatro punts (devoluções de bola) seguidos, de tão fechada que estava a defesa dos times.

As jogadas aéreas não surtiam efeitos e o Vasco da Gama Patriotas começou a apostar nas corridas. Foi então que Leduc, camisa 21 do Vasco, avançou jardas terrestres e conseguiu abrir o marcador no Estádio do CAVE. A tentativa vascaína de converter um Extra Point foi bloqueada pela defesa do Tubarões e eles não conseguiram ampliar o placar.

Após levar o único touchdown da partida, o time candango acordou para o jogo. Porém, a equipe ganhava jardas, mas não conseguia entrar na endzone para marcar o tão esperado touchdown.

No terceiro quarto de partida, aconteceu algo, até então, inédito na competição. O Vasco da Gama Patriotas sofreu seus primeiros pontos no torneio. O kicker Bill chutou um Field Goal de 39 jardas e diminuiu a diferença para os donos da casa. O placar apontava 06 a 03 para os vascaínos.

O Tubarões do Cerrado entrou no último quarto focado em vencer o jogo. O kicker Bill converteu mais um Field Goal, agora de 44 jardas, e deixou tudo igual no placar, 06 a 06.

A torcida esperançosa ainda acreditava em mais uma vitória dentro de casa. No meio do quarto período, o Tubarões estava na linha de nove jardas, era terceira tentativa para o goal. Caso não conseguisse a descida, teria a oportunidade de virar o jogo com um Field Goal de pouca distância.

Infelizmente o ataque azul falhou feio, deixou a bola escapar e o Vasco Patriotas recuperou um fumble. Faltava pouco para o jogo acabar e a torcida já se contentava em ir para o tempo extra.

Com menos de um minuto para o término da partida, o ataque cruzmaltino fez uma bela jogada pelo chão e foi parar na linha de 20 jardas. A única tentativa que restava para eles saírem vitoriosos era tentar converter o Field Goal.

E foi justamente isso que os cariocas fizeram. Roldan, número 77, chutou a bola entre as duas traves e confirmou a invencibilidade do Vasco, no último lance da partida. Fim de jogo na Capital Federal, 09 a 06 para o Vasco da Gama Patriotas.

Para Hélton, da equipe do Tubarões, o resultado do jogo não passou de uma fatalidade. “ É coisa de jogo. Houve equilíbrio o tempo todo, mas não deu dessa vez”.

Para Danette, do Vasco, o resultado foi uma mistura de superação e mérito.” Jogar com esse tempo seco sem ter costume e ainda conseguir ganhar de uma equipe tão boa quanto o tubarões foi uma espécie de superação e mérito também. Estou muito feliz”, conta.

Na próxima rodada, o Tubarões do Cerrado enfrenta o Corinthians Steamrollers, no dia 1º de Outubro, em São Paulo. Enquanto o Vasco recebe em casa, no duelo dos invictos, o Jaraguá Breakers, que venceu o Ribeirão Preto Challengers, nesta tarde de sábado (10), por 16 a 09.

Por Felipe Chaves/Clube do Esporte DF

Ribeirão Preto Challengers (9) X Jaraguá Breakers (16)

Depois de duas semanas de muita chuva em Santa Catarina, o sol apareceu forte no sábado à tarde em Jaraguá do Sul e foi um brilho a mais na festa de apresentação dos reforços do Breakers para o restante da temporada 2011. Além da estréia do QB #7 Dennis Prants como HC do time, os catarinenses ainda contaram com mais três novos jogadores, o FB # 32 Jamal (Ex-Panzers de Joinville), o Center # 51 Johnny (Ex-Riesen de Blumenau) e o LB # 49 William (Ex-Panzers de Joinville).

O jogo dois times foi muito parecido, baseado em corridas quase que o tempo todo. A principal diferença entre os dois foram as trocas de formações, enquanto os paulistas mantiveram o i-normal do começo ao fim, os catarinenses fizeram de 3 a 5 formações de ataque diferente, tentando confundir a defesa adversária e deu certo.

Após muitas corridas  do RB Glitz #22 e do FB Jamal #66 Jaraguá encosta a defesa Paulista na marca de 1 jarda e manda uma avalanche convertendo o 1º TD do jogo com o QB Bixiga #92. Conversão de ponto extra convertida por Hoffmann #13.  Após belas atuações das duas defesas, Hoffmann novamente converte um field goal de aproximadamente 30 jardas, ampliando o placar para 10 a 0.

O time paulista inicia uma reação que resultou em um TD de passe recebido pelo TE  #23 Vieira na end zone sem conversão de ponto extra.  E um field goal de mais de 35 jardas do K #28 Guedes que bota ares de drama ao jogo antes do half time deixando a partida em 10 a 9 para os catarinenses.

Novo ataque do Jaraguá Breakers  muitas corridas e apenas um passe curto, o Breakers chegou na linha de 27 jardas do campo de ataque  e surpreendeu a defesa do Challengers com um fake de corrida interna, o QB # 92 Bixiga fez o handoff  para o TE #18 Dalcanale que correu no weakside adversário dando a bola para o WR # 36 Everton correr aberto pelo Strong Side livre e fazer o 2º touchdown  do Breakers na partida. Extra point não convertido. 16 a 9.

Com menos de 4 minutos no relógio para o fim do jogo, a equipe de Jaraguá do Sul pesou seu Backfield e controlou o relógio deixando a bola com o Challengers na linha 20 do seu próprio campo, a defesa do Breakers entrou com um Nickle cobrindo bem o fundo e o passe foi interceptado por um dos destaques da defesa no jogo o SS # 30 Dreads.

Fonte: www.touchdown.net/

Leave a Reply

Anuncie Aqui

Fotos no Flickr

Veja + fotos

Anuncie Aqui
Curta o Diggers no FacebookAdicione o Diggers no Orkutsiga o Gravediggers

.

Fãs no Facebook