Semana 10 TTD 2011 Resultados

Postado dia 05 de setembro de 2011 por Pedro Martinez

Vila Velha Tritões X Corinthians Steamrollers

Um evento organizado com a dedicação que já é marca do Campeão Brasileiro do Torneio Touchdown, o Vila Velha Tritões, trouxe mais de 2000 pessoas ao Estádio do Tupy em Vila Velha-ES, para o muito esperado encontro com o Campeão Paulista de 2011, o Corinthians Steamrollers.

Após uma abertura explicativa do jogo em campo por André José Adler, que narrava o 10º jogo seguido da equipe capixaba/canela-verde, a entrada do Timão levou quase ao delírio o pessoal da Camisa 12 que prestigiou em grande número e faixas a visita do seu time de coração.

Não foi menor a vibração na entrada colorida de fumaça laranja e fogos do Vila Velha Tritões, que já se tornou o grande orgulho esportivo vilavelhense, com grande apoio municipal e de toda a mídia do estado.

Na reunião em campo dos árbitros Marcelo, Binho Gasparini, Renan, Raphael e Tiago com os capitães do Tritões Big Bruno, Raony e Rodolfo, e os do Corinthians Frost e Ramon, ocorreu o “coin toss” com a moeda lançada por Luis Claudio Lula da Silva, o mais novo apoiador atuante do Torneio Touchdown. O Steamrollers venceu mas deferiu o direito de escolha para o time de Vila Velha, que escolheu receber.

Após o kickoff simbólico mais uma vez chutado pelo próprio Prefeito de Vila Velha Neucimar Fraga, sob as vistas do Secretário de Esportes Marcos Magalhães, deu-se início o jogo que mostraria um grande espetáculo de “football” para a alegria não só dos fans do esporte presentes, mas da equipe na cabine. Adler tendo ao seu lado outra vez como parceiro André Cruz, que comentou em Vila Belmiro a final do TTD 2010, e Vinny Menezes (Pouso Alegre Gladiators) teclando o play by play na Touchdown Net.

O primeiro drive do Tritões resultou em uma tentativa de Field Goal que foi bloqueada e o Corinthians começou a sua primeira campanha ofensiva na linha de 20 jardas. Com corridas do QB #9  KC Frost e  do RB #29 Jeff, o americano lançou o seu primeiro passe para o CB/WR #10 Calvin Taylor que foi incompleto e o time já iria para o punt não fosse uma falta de jogador de Vila Velha resultando num 1º down automático.

Esforços corintianos de avanço foram desperdiçados com mais faltas, até que após uma corrida sensacional do próprio Frost ganhando 25 jardas, o QB procurou novamente o CB/WR #10 Calvin Taylor e com um lindo passe de 36 jardas inaugurou o placar com o primeiro touchdown da partida. O Tritões conseguiu bloquear o ponto extra.

No drive seguinte do Tritões, apesar de 3 passes completos do QB #4 Big Bruno e duas corridas o time teve que ir para o punt e o Corinthians voltou com o ataque e o jogo aéreo. Dois passes incompletos começaram a animar a torcida de Vila Velha, mas um terceiro passe do Frost, lançado para o WR #89 Paulinho (um dos fundadores do Steamrollers ainda na era pré-timão) conquistou com suas 38 jardas um novo 1 & 10 para os paulistas. Com mais uma corrida curtinha do HB #29 Jeff, e um passe de Frost de 19 jardas para o WR #81 Darrell e o Corinthians chegou na linha de 2 jardas do Tritões.  Pelo meio, Frost achou correndo o caminho para a endzone e marcou o 2º TD dos visitantes na partida levando o placar para 12-0.

No seu próximo ataque, que começou após um lindo retorno de KO  pelo  WR #84 Alvaro sendo parado apenas na linha de 40 jardas, o Tritões chegou a se posicionar novamente para um FG, após um belo passe de 15 jardas do QB #4 Big Bruno para o WR #17  Danilo, sendo parado na linha de 16 jardas,  mas o chute foi novamente bloqueado.

A seguinte campanha ofensiva do Corinthians Steamrollers foi composta de  3 corridas do HB #22 Passarela, para resultar em touchdown corrido de Frost qua acabou anulado por um holding na jogada.  Mas era para acontecer e e o touchdown acabou acontecendo com um passe de 25 jardas do QB #9 Frost para o WR #81 Darrell num 4º  down. Desta vez o XP chutado  pelo  DL/K #99 Ramon deu certo e o placar foi para 19-0 Corinthians.

Após o retorno realizado pelo  LB/KOR #57 Roney Altoé, sendo parado na linha de 40 jardas e com um holding corintiano o  Tritões aproveitou o seu 1 & 10 na sua linha ofensiva  de 25 jardas, o QB #4 Big Bruno mandou um passe preciso para o WR #82 Alvaro e marcou enfim o seu 1º touchdown na partida, com direito a XP do CB/K #21 José, e a torcida de Vila Velha começou à reconhecer o seu time.

Corinthians foi novamente para o ataque, e uma boa sequencia de corridas do RB #22 Passarela e de Frost que também lançou um passe  para o WR #81 Darrell levaram os paulistas do Steamrollers à linha de 10 jardas.  Passarela correu então para o 4º TD corintiano levando o placar para 25-7.

Um retorno magistral do WR #84 Lauro posicionaria o Vila Velha Tritões na linha de 20 jardas, na redzone corintiana, faltando 31 segundos para o final do 1º tempo.  O RB #27 Lee correu para mais 9 jardas, mas na corrida seguinte cometeu um fumble que ele mesmo recuperou, mas o cronômetro mandou o jogo para o intervalo.

Enquanto a torcida curtia açaí, cervejas e refrigerantes e comprava camisetas do Tritões de um lado do campo, as pessoas na área VIP se deliciavam com frutas, refrigerantes, e cervejas servidas gratuitamente e a nata da mídia impressa e eletrônica do Espírito Santo fazia as suas fotos, vídeos e entrevistas.

O 2º  tempo começou com o Corinthians Steamrollers novamente no ataque, e num drive onde se destacou o RB #35 Brunão com 4 corridas, a última resultando em mais um touchdown para os visitantes levando o placar para 31-7, após o XP bloqueado.

O seguinte retorno do FB #30 Castor posicionou Vila Velha na sua linha defensiva de 38 jardas.  Mas Big Bruno foi interceptado no seu segundo passe neste drive pelo S #8 Demetri e o Corinthians voltou para o ataque saindo da sua linha defensiva de 25 jardas.

“The Frost Show” continuou com mais corridas e passes e o final deste drive resultou num passe de Frost, que escapou de vários esforços da defesa do Tritões para acabar com a sua incrível habilidade de se desviar, para o  WR #81 Darrell marcando o 2º TD do Corinthians no 2º tempo e levando o placar para 38-7.

No  4º quarto, com uma diferença de mais de 30 pontos, encontrou o Vila Velha Tritões no ataque já jogando sob a “Mercy Rule”.  Após um festival de faltas que começou ainda nos últimos minutos do 3º período, não demorou muito para o FB #30 Castor, do Tritões, correr para um TD capixaba/canela verde e suspender a “Mercy Rule com 38-14 no placar após o XP convertido pelo K #21 José.

O QB #7 Cauê (também um dos fundadores do Steamrollers), entrou para substituir Frost bem na hora que a equipe do Vila Velha Tritões pegou o ritmo que levou o time ao campeonato do Torneio Touchdown 2010 e o que se viu foi um show de bola oval.

Aconteceu de tudo, inclusive mais interceptações do S #8 Demetri do Corinthians (que acabaria o jogo co m 4 INT), e mais um touchdown do Tritões com uma corrida do WR #82 Alvaro levando o placar para 38-21.

Nada descreveria mellhor o final do jogo do que a descrição emocionada do Vinny Menezes teclada no play by play:

(4Q (38 x 21)) – temos jogados 7 min e 22 segundos…sera que da tempo para o tritões empatar? a torcida esta empurrando o time!

(4Q (38 x 21)) – EXCELENTE CHUTE DO JOSE!!! Pegaram o Darrel na linha de 10 jardas – houve flag na jogada – invasão da side line do corinthians – 1 down na linha de 5 jardas – KC de volta a campo e ja correndo, ganhando 8 jardas – 2 down para 12 jardas

(4Q (38 x 21)) – passe conectado – 3 down na linha de 18 jardas

(4Q (38 x 21)) – a defesa do tritões esta ligadona no jogo!!! botou KC pra correr da sua DL e foi pego na linha de 17 jardas!!! 4 down para 6 jardas – Vai para o punt o steam

(4Q (38 x 21)) – UAU!!!!!!!!!!!!!!!!!! que retorno de punt!!!! Saulo,que fez o TD na final do TTD em 2010 avançou nada menos do que 40 jardas e bota o tritões na linha de 17 jardas do campo ofensivo!!!! 9 min e 37 segundos jogados!

(4Q (38 x 21)) – INTERCEPTAÇÃO DO #8 DEMETRI – segunda int que Big Bruno sofre hj!

(4Q (38 x 21)) – Steam na linha de 16 defensiva – INTERCEPTADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! TRITÕES RETOMA A BOLA COM TRAPÉZIO!!!! TRITÕES NA LINHA DE 40 JARDAS!!!! 2 MINUTE WARNING

(4Q (38 x 21)) – AMIGOS,QUE JOGO!!!!

(4Q (38 x 21)) – INTERCEPTAÇÃO NOVAMENTE!!! E NOVAMENTE DEMETRI #8 – Uma jogada de fake onde o WR Alvaro fez o passe procurando o Glauber dentro da end zone – flag na jogada

(4Q (38 x 21)) – conduta antidesportiva corinthians – recua metada da distancia saindo da linha de 1 jarda defensiva

(4Q (38 x 21)) – corrida pela direita de Passarela com avanço de 2 jardas tentando gastar o tempo. Linha de 4 jardas

(4Q (38 x 21)) – FINAL DE JOGO

Com a sua segunda vitória, o Corinthians vai para um saldo de 51 pontos na Conferência George Halas e permanece invicto junto com o Corupá Buffalos, Vasco da Gama Patriotas e Jaraguá Breakers. Seus próximos jogos serão contra o Tubarões do Cerrado, Timbó Rhinos, e Santos Tsunami, que como o Vila Velha Tritões, são da Conferência Walter Camp.

O Tritões, com  um saldo de 39 pontos, continua na liderança da Conferência Walter Camp que não tem mais nenhum time invicto. Jogará ainda contra o Uberlândia Lobos (Conf. George Halas) e o Tubarões do Cerrado.

O Torneio Touchdown vai em frente!

Fonte: Touchdown.net

ABC Corsários X Curitiba Hurricanes

E no segundo jogo em casa do time do ABC São Pedro colaborou. Uma bela manhã, com sol e nenhuma nuvem no céu, uma tarde perfeita para um excelente jogo de Futebol Americano, que era o que os dois times ofereciam, já que ambos os times buscavam a sua primeira vitória no Torneio Touchdown. Um bom público no Estádio Primeiro de Maio em São Bernardo do Campo, um gramado impecável e todos ansiosos para o início da partida.

O jogo prometia ser muito disputado, pois os pontos fortes das duas equipes eram as suas defesas bem treinadas e sólidas.

O jogo começou com o chute do Hurricanes e com um bom retorno do Corsários. Mas esta posse de bola não foi bem aproveitada pelo time dos piratas, com uma corrida para nenhum ganho, um passe incompleto e um sack o time do ABC foi obrigado e realizar o primeiro punt que foi retornado até a linha de 35 jardas do campo pirata.

A defesa do Corsários parecia meio desligada, não estava atenta como costumamos vê-la em todos os outros jogos do time. Logo o time de Curitiba fez o first down com uma corrida de 13 jardas.  Hurricanes corre 5 jardas, depois nenhum avanço e já inaugura o placar, com uma excelente corrida do QB#8 Ovo. A defesa do Corsários trabalha muito bem e o Extra Point é bloqueado pelo LB#53 Leitão.

Na posse de bola seguinte o time do ABC chega a ficar a 3 jardas para o first down quando seu QB#12 Cauã é sacado e sofre um fumble, já no segundo quarto. O time de Curitiba recupera a bola para TD e converte o extra point, deixando o placar em 13 a 0.

A defesa do Corsários trabalhou muito bem e nas duas posses de bola seguinte causou dois fumbles, mas não conseguiu recuperar nenhum deles, o ataque dos curitibanos está ligado e conseguiram recuperar as duas bolas.

Depois de um passe quase interceptado pelo safety do Corsários, #26 Spirit, a defesa do conseguiu obrigar o time do sul a optar pelo Punt. Mas novamente a defesa do Hurricanes mostrou porque é considerada uma das melhores do país, depois de uma corrida do RB#83 Minhoca, sacou novamente o QB#12 Caua. Faltando apenas 40 segundos para acabar o segundo quarto o time do ABC tenta uma quarta descida mas não obtém sucesso, o ataque do Curitiba pega a bola já no meio de campo, depois de dois passes muito bons do QB#8 eles ficam a 2 jardas do terceiro Touchdown, que acaba acontecendo com outra corrida do QB Ovo, utilizando toda a força da sua Offensive Line. Depois do TD eles tentam uma conversão de dois pontos mas a defesa do Corsários não permite o sucesso deles nesta tentativa.

Primeiro tempo de jogo termina com o placar de 19 a 0 para os Hurricanes.

No começo do terceiro quarto o Curitiba abusa do seu jogo corrido e consegue grandes avanços de 25 e 10 jardas. A torcida incentiva o time da casa, o que os mantém motivados. As duas próximas corridas foram paradas pela defesa pirata. Hurricanes tentam furar a defesa adversária, mas esbarra em excelentes táticas e jogadores, com tackles fortes conseguem segurar o ataque curitibano.  Em uma tentativa de passe o safety #24 Godines intercepta a bola e leva o Corsários para a linha de 23 jardas do seu campo de defesa.

O ataque do Corsários começou a produzir bem, com uma excelente corrida de 17 jardas do #83 Minhoca e um passe para o WR#10 Zanata, os Corsários conseguem dois first downs, mas logo em seguida o seu QB é sacado novamente no terceiro down, obrigando os a chutar mais uma vez e devolver a posse de bola ao time adversário.

O 4º  quarto começou com muitas faltas para os dois lados, fazendo com que a bola andasse e voltasse diversas vezes por este motivo. Ataque do Hurricanes parece nervoso e chega a ficar em uma terceira para 21 jardas. Eles conseguem se aproximar o suficiente para no quarto down tentar um Field Goal. Field Goal para fora, graças a pressão da defesa pirata, e o ataque paulista recupera a bola na linha de 20 jardas do seu campo.

Logo na primeira tentativa de avanço a defesa curitibana consegue forçar e recuperar um fumble, deixando a defesa do Corsários com as costas na parede. Uma excelente corrida do RB#22 Munhoz pela direita e é mais um touchdown para os Hurricanes, após o TD tentam mais uma conversão de dois pontos mas sem sucesso novamente.

Neste momento as duas defesas mostram as suas forças, nenhum dos dois times consegue grandes avanços, seja por corridas ou passes. O QB do Corsários mostra algumas boas jogadas com muitos play actions o que confunde um pouco a bem estruturada defesa do Hurricanes.

O alvo principal do QB pirata é o TE#88 Vinny, mas com isso as suas rotas começam a ser muito bem marcadas pela defesa adversária, dificultando muitos os passes para ele.

Nenhum dos dois ataques consegue produzir e o jogo termina com o placar de 25 a 0 para o Curitiba Hurricanes contra o ABC CORSÁRIOS.

Não foi dessa vez que o time Paulista conseguiu a sua primeira vitória mas a melhora no time é evidente, um time em formação e que promete muito para os próximos anos. Já o time de Curitiba mostrou mais uma vez a força da sua defesa e não deixou os piratas pontuarem.

O público incentivou o time da casa do início ao fim com cantos e muitos gritos, os Corsários agradeceram o apoio ao término do jogo e se confraternizaram com os curitibanos, mostrando que o jogo foi limpo e muito bem jogado, as duas equipes saíram de campo de cabeça erguida depois de um excelente espetáculo para as 400 pessoas presentes.

O Curitiba Hurricanes vai enfrentar ainda o Palmeiras Locomotives, o Corupá Buffalos, e o Timbó Rhinos. O ABC Corsários encerra a sua temporada de estréia no Torneio Touchdown recebendo o Jaraguá Breakers em 29 de outubro.

Fonte: Touchdown.net

Leave a Reply

Anuncie Aqui

Fotos no Flickr

Veja + fotos

Anuncie Aqui
Curta o Diggers no FacebookAdicione o Diggers no Orkutsiga o Gravediggers

.

Fãs no Facebook