Categorias | Na Imprensa, Online

Campo Grande Gravediggers no Tánaweb

Postado dia 28 de fevereiro de 2011 por Pedro Martinez

E cada dia que passa somos citados em mais mídias por aí.

Dessa vez o site que informa eventos Tánaweb escreveu sobre a prática do FA e sobre nossa equipe que cresce cada vez mais e orgulhosos ficamos por sermos reconhecidos.

Leiam:

” Mexa-se! Você nem imagina quanta coisa boa tem a ganhar se começar a praticar um esporte. E que tal começar a jogar futebol americano em Campo Grande? É isso mesmo! Famoso nos Estados Unidos, esse esporte vem crescendo muito em nossa Capital.  Mas se você estiver pensando que não entende nada sobre ele, mas já viu em filmes e até brincou de jogar o “tal” futebol com as mãos, a gente lhe dá algumas dicas.

Ou melhor, o Presidente da Associação Campo Grande Gravediggers de Futebol Americano, Marcelo Alves Batista, revela alguns detalhes.  A princípio, esse esporte, que ainda desperta muita curiosidade nas pessoas, é cheio de contrastes. “Não importa se você é magro ou gordo, alto ou baixo, forte ou fraco. No futebol americano cada posição tem suas peculiaridades; por exemplo, se você é mais cheinho, jogará melhor nas linhas de ataque e defesa; já os jogadores mais magros vão se sair bem nas posições de recebedores (wide receivers) ,laterais (corner backs) ou líberos (safeties)”.

Uma partida de futebol americano é inicialmente formada por 22 jogadores. O jogo disputado em um campo, que pode ser com grama natural ou artificial, é dividido em jardas (unidade de comprimento bastante utilizada nos EUA e na Inglaterra, que equivale a 0,914 metros). O objetivo é avançar pelo lado adversário e marcar pontos. As linhas laterais grandes do campo marcam 10 jardas. Em quatro tempos de 15 minutos, há duas maneiras principais de se pontuar.

Uma delas é fazendo o Touchdown – tipo mais venerado de pontuação – onde o time tem direito a uma jogada na linha da End Zone (área de proximidade do gol); e o Field Goal, que vale 3 pontos, é conquistado colocando a bola no chão e a acertando entre as traves verticais  atrás desta zona de finalização.

Tecnicamente falando o jogo parece ser bem difícil. Mas para Marcelo, que coordena desde o começo deste ano o Gravediggers – primeira equipe de Futebol Americano de Mato Grosso do Sul – conta que estranho mesmo são somente os nomes das posições. Na prática, o jogo em si, além de muito divertido, estimula o raciocínio e a velocidade dentro do campo.  “Os jogadores precisam ser técnicos. O jogo é baseado em muitas estratégias, então é preciso gostar disso e principalmente, de correr”, conclui.

E quem pensa que o esporte é violento esta enganado. O contato que os jogadores têm em uma partida é extremamente competitivo. O jogo em si é coletivo, estratégico e planejado tanto no time de ataque quanto no time de defesa. Eles usam equipamentos necessários para se protegerem, como capacetes, protetores de boca, pescoço e ombreiras, tanto nos treinos quanto nos jogos.

Por mais que a prática esportiva só lhe faça bem, tanto para o físico quanto para a mente, mas  você ainda tem dúvidas a respeito desse esporte, o próprio Marcelo lhe convida para assistir a um treino do Gravediggers.

“Atualmente treinando conosco temos em média 25 jogadores. O ideal é ter o dobro, por isso, convido a todos que se interessam pelo esporte a nos visitar, conhecer melhor sobre esse esporte fascinante. Nossos treinos acontecem todas as quartas-feiras das 18h30 às 20h30 e aos sábados das 15h30 às 18h30 no novo Gol de Placa que fica na Rua 2 de Março, n° 255 – Bairro Taquarussu.”

Tá dado o recado Marcelo!

Em Tempo – Este ano será realizado três campeonatos no Brasil com mais de 30 times equipados e jogando da mesma forma que se joga nos Estados Unidos. Fiquem ligados! “.

Matéria publicada em 26/02/2011 pelo site Tánaweb.

Leave a Reply

Anuncie Aqui

Fotos no Flickr

Veja + fotos

Anuncie Aqui
Curta o Diggers no FacebookAdicione o Diggers no Orkutsiga o Gravediggers

.

Fãs no Facebook