Categorias | Cultura, História

A história da NFL

Postado dia 02 de março de 2010 por Pedro Martinez

Em breve iniciarei uma série de posts sobre cada um dos times da NFL conferência por conferência e divisão por divisão. Mas antes disso é preciso falar sobre como surgiu a National Football League especificamente. Vamos a ela então.

A História

Jim Torphe, considerado um dos atletas mais versáteis do século XX, praticante de basquete, handebol, hóquei, arco e flecha, tiro, natação, canoagem, tênis, squash, hipismo, futebol americano e beisebol e também medalhista olímpico no pentatlo e decato em 1912 foi o idealizador da criação da Liga Nacional de Futebol Americano.

Na época ele era técnico do Canton Bulldogs e do Leo Lyons, além de ser dono da equipe Rochester Jeffersons, equipes que disputavam a Ohio League.

Ao ver o sucesso estrondoso da Major League Baseball pensou em fazer o mesmo com os times de futebol americano, mas teve sua idéia adiada devido ao início da Primeira Guerra Mundial e a infestação de gripe espanhola.

Década por década

Formalmente criada com o nome de American Professional Football Association, em Agosto de 1920, era composta por 11 equipes, dentre elas os times da Ohio League, da Buffalo All Americans, a Rochester da New York League, um time de Detroit e um de Hammond. O presidente eleito da liga foi o próprio Jim Torphe.

Nesses primórdios da NFL apenas 4 times disputaram todos os jogos do calendário imposto.

A liga foi chamada de American Professional Football Association por apenas 2 temporadas, as quais, inclusive, só 2 equipes daquela época existem até hoje: o Chicago Cardinals, atual Arizona Cardinals e o Decatur Staleys, atual Chicago Bears. O Green Bay Packers existia desde muito antes disso, 1919, mas somente entrou para a liga em 1921.

A partir de 1922 mudou-se definitivamente o nome para National Football League então.

Em 1933 foi o ano das grandes mudanças na NFL principalmente com relação as regras: antes eram seguidas as regras do futebol americano universitário. Também nesse ano houve a divisão das equipes em conferências leste e oeste além da implementação do sistema de playoffs. O sistema de draft para a contratação de jogadores também foi idealizado nesta época.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial em 46, para rivalizar com a NFL, criam a All-America Football Conference (AAFC) que não atraía muito público devido ao amplo domínio do Cleveland Browns sobre as outras e acabou em 1949.

Assim, acontecia a primeira fusão da NFL com a AAFC em 1950, ano em que Cleveland Browns, o Baltimore Colts e o San Francisco 49ers entraram para a NFL.

Ainda nesse ano, inclusive, o Los Angeles Rams teve o primeiro jogo de futebol americano televisionado da história.

O futebol americano começou a conquistar popularidade com um jogo em 1958 que decidia o campeonato – uma espécie de Super Bowl jurássico, que conquistou recordes de audiência pela emoção que a partida teve sendo decidida na prorrogação.

Até então o futebol americano universitário era mais popular que o profissional.

A AFL (American Football League) foi criada nos anos 60 para introduzir o jogo profissional nas outras regiões do país e também vinha para competir com a NFL. Como organizar uma liga única era muito caro de se fazer ambas ligas tinham que conviver em trégua. Mas quando o New York Giants em 65 assinou contrato com Pete Gogolak da AFC e considerado o chutador mais revolucionário da história da liga, tudo mudou. Depois disso, diversos jogadores da NFL assinaram com equipes da AFL e vice-versa, então a NFL começou a levar mais a sério a concorrente.

Enfim, em 66, as duas decidiram se juntar em uma única liga com duas conferências – 10 times da AFC mais alguns da NFL foram alocados a AFC/Conferência Americana e os times restantes da NFL viriam a fazer parte da NFC/Conferência Nacional, e a final que mostrava o campeão da temporada seria através de um jogo a cada ano, o Super Bowl.

Com duas grandes ligas juntas o futebol americano profissional cresceu consideravelmente fazendo com se tivessem mais divisões por conferência aumentando assim o número de times que disputavam os playoffs. O único campeão invicto que a liga viu foi o histórico Miami Dolphins de 72. Em 77 a liga ganhou mais dois times: o Seattle Seahawks e o Tampa Bay Buccaneers. Com 28 times na liga, número esse que foi meta estabelecida na época da fusão, em 78 então os playoffs conteram 10 times com sitema wildcard (times melhores colocados que não conquistaram  o título de sua conferência também se classificariam para os playoffs) incluído.

Entre 82 e 87 alguns times fizeram greve e isso fez a liga ter de mudar, provisóriamente, seu sistema de playoff. Em 88 o Cardinals se transferia de St. Louis para Phoenix.

Em 90 os playoffs passaram a ter 12 equipes em disputa com a adição de mais 2 classificados como wildcard. Em 95 entraram para a liga Carolina Panthers e do Jacksonville Jaguars. Nesse mesmo ano foram realocadas duas equipes: de Los Angeles, o Rams se transferiu para St. Louis e o Raiders, de Minneapolis se transferiu para Oakland. Em 97 os Oilers mudaram-se de Houston para Nashville e se transformaram em Tennesse Titans.

E finalmente, no ano de 2000 as mudanças mais significantes e históricas foram um reagrupamento de 3 para 4 divisões por conferência e o ingresso do Houston Texans como a 32ª equipe da liga.

As equipes

O sistema de playoffs

Os comissário, os presidentes e os escritórios da Liga

  1. Presidente Jim Thorpe (1920 – 1921)
  2. Presidente Joseph Carr (1921 – 1939)
  3. Presidente Carl Storck (1939 – 1941)
  4. Comissionário Elmer Layden (1941 – 1946)
  5. Comissionário Bert Bell (1946 – 1959)
  6. Presidente Interino Austin Gunsel (1959-1960)
  7. Comissário Alvin “Pete” Rozelle (1960 – 1989)
  8. Comissário Paul Tagliabue (1989 – 2006)
  9. Comissário Roger Goodell (2006 – até hoje)
  • Canton, Ohio (1920 – 1921)
  • Columbus, Ohio (1921 – 1941)
  • Chicago, Illinois (1941 – 1946)
  • Philadelphia, Pensilvânia (1946 – 1960)
  • New York, Nova York (1960 – até hoje)


As taças e os prêmios por equipe e individuais em disputa

  • Vince Lombardi Trophy – entregue ao ganhador do Super Bowl, em memória do tecnico do Green Bay Packers que conquistou os Superbowl I e II, Vince Lombardi.
  • Lamar Hunt Trophy – entregue ao campeão da AFC, em memória do fundador dos Kansas City Chiefs e bandeirante de futebol americano profissional, Lamar Hunt.
  • George S. Halas Trophy – entregue ao campeão do NFC, em memória do jogador e tecnico dos Chicago Bears, George Halas.
  • Most Valuable Player (MVP) – entregue ao “Jogador de Maior Valor”, ou jogador de mais destaque e impacto na temporada regular.
  • Coach of the Year – entregue ao melhor tecnico do ano.
  • Offensive Player of the Year – entregue ao melhor Jogador Ofensivo da NFL.
  • Defensive Player of the Year – entregue ao melhor Jogador Defensivo da NFL.
  • Offensive Rookie of the Year – entregue ao melhor jogador Ofensivo em seu primeiro ano na liga.
  • Defensive Rookie of the Year – entregue ao melhor jogador Defensivo em seu primeiro ano na liga.
  • Super Bowl MVP – entregue ao “Jogador de Maior Valor”, ou jogador de mais destaque e impacto no Super Bowl.
  • NFL Comeback Player of the Year – entregue ao jogador que retorna após temporada ausente ou presença pífia na temporada anterior
  • Walter Payton Man of the Year Award – entregue ao “Homem do Ano”, pelo o trabalho de caridade, em memória de Walter Payton, craque eleito em 1975 – 1987, considerado cavalheiro e embaixador do jogo.

Aguardem os próximos posts sobre cada equipe da National Football League.

Leave a Reply

Anuncie Aqui

Fotos no Flickr

Veja + fotos

Anuncie Aqui
Curta o Diggers no FacebookAdicione o Diggers no Orkutsiga o Gravediggers

.

Fãs no Facebook